Notícias

Opinião

O aumento no valor das multas 

E vem à tona novamente a notícia de que o governo trabalha na Câmara e no Senado para reajustar os valores das multas de trânsito. A proposta, formulada pelo Ministério da Justiça após consulta pública, prevê um aumento das multas de trânsito em 64,5% e determina que os valores sejam reajustados anualmente pelo Contran, por índice ainda a ser determinado – talvez o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), taxa oficial de inflação- o que não é feito desde 2000. As multas não sofreram nenhum reajuste, pois estavam fixadas em UFIR, unidade que não existe mais. Pelo texto, a multa para infração considerada leve aumentaria de R$ 53,20 para R$ 90. A multa mais baixa para infração gravíssima passaria dos atuais R$ 191,54 para R$ 315. A punição para o motorista que dirigir embriagado subiria de R$ 957,69 para R$ 1.575. É uma situação que certamente vai provocar polêmica. Vão citar a indústria da multa, vão dizer que alguém vai ganhar muito dinheiro com isso. O que não deixa de ser verdade, pois se alguém estiver ganhando dinheiro, do outro lado existirá alguém cometendo barbaridades no trânsito que precisam ser punidas. Sabemos que a melhor forma de conscientizar a população, é através da educação de trânsito. Mas sabemos também que para muitos, só funciona quando dói no bolso. Existem outros também, que não ligam, pagam o valor que for e continuam cometendo infrações. Não acredito que seja a solução dos problemas, mas infelizmente só dá dinheiro para a “indústria da multa” aquele que comete infrações e que não respeita as leis de trânsito. E este merece uma punição mais rigorosa. Se você não quer cooperar com essa “indústria”, seja objetivo, não desrespeite as leis de trânsito!

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *