Notícias

Campanhas de Conscientização no Trânsito

Uso do celular no trânsito é tema de nova campanha do Detran-DF 

Uso do celular no trânsito é tema de nova campanha do Detran-DF

As peças publicitárias começaram a ser veiculadas em diversos meios de comunicação e alertam a população para os riscos que o uso do celular causa à vida no trânsito.

Preocupado com a quantidade de flagrantes de uso do celular por condutores enquanto dirigem, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal lançou, no mês de dezembro, uma nova campanha educativa na mídia para sensibilizar a população sobre os riscos que esta prática traz à segurança do tráfego.

“Sabemos que o celular está muito presente no nosso dia a dia e que o seu uso se tornou, muitas vezes, imprescindível para a realização da maioria das atividades diárias, sendo responsável pela comunicação com a família, amigos, colegas de trabalho, entre outros. No entanto, não podemos descuidar da nossa responsabilidade com a vida no trânsito. E é este o foco da nossa campanha: que todos tenhamos consciência dos riscos a que estamos submetidos ou submetemos outras pessoas ao utilizarmos o celular na direção de um veículo”, enfatiza o diretor-geral do Detran/DF, Zélio Maia.

A quantidade de condutores flagrados utilizando celular enquanto dirige pelas vias do Distrito Federal cresceu 28,4% em 2021, saltando de 63.405 autuações realizadas de janeiro a novembro de 2020 para 81.409 no mesmo período deste ano. Vale destacar que a quantidade de pessoas que cometem esse tipo de infração pode ser muito maior que a registrada, já que nem sempre que os condutores utilizam o celular são flagrados pela fiscalização de trânsito.

Campanha 

As peças publicitárias educativas foram baseadas no seguinte slogan: “Usar o celular enquanto dirige tira a atenção e pode tirar a vida de alguém. Inclusive a sua. No Trânsito, quem dá atenção ao celular, não dá atenção à vida.” A campanha será veiculada em Rádio, TV, mídias digitais – como sites, redes sociais e painéis eletrônicos em elevadores, supermercados, shoppings e outros pontos de grande concentração de pessoas. A expectativa é que a mensagem atinja pessoas de todas as idades e em todas as regiões do Distrito Federal.

Estudo da Abramet 

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), o telefone celular é responsável por quase 50% das atividades que resultam em Falha de Atenção ao Conduzir (FAC) – uma qualificação técnica para o desvio da atenção do motorista.

A Diretriz, divulgada pela instituição em julho deste ano, ainda traz algumas constatações, como o fato de que o condutor que digita uma mensagem de texto chega a ficar, em média 4,5 segundos sem prestar atenção na via e, dependendo da velocidade, poderá percorrer até 100m absolutamente desatento – tempo e distâncias suficientes para atropelar pedestres, ciclistas e colidir com outros veículos.

O estudo também aponta que enviar mensagens pelo WhatsApp, conduzindo um veículo à 80 km/h, equivale a estar dirigindo com os olhos vendados por um percurso das dimensões de um campo de futebol oficial.

As informações são do Detran/DF

Artigos Recomendados Para Você

1 Comentário

  1. CLÉCIO

    CONCORDO COM TUDO O QUE FOI DITO ,, EU JA ESTOU A 9 ANOS DANDO AULAS EM CFC VEJO SEMPRE PESSOAS DE TODAS AS IDADES USANDO O CELULAR NO TRANSITO .
    PORÉM SERÁ MUITO MELHOR SE AUMENTARMOS O VALOR DA MULTA COM O USO DO CELULAR DIRIGINDO PELO MENOS UMA GRAVÍSSIMA X 5 E SUSPENSÃO DO DIREITO DE DIRIGIR .
    POIS ALÉM DE TUDO CORRE O RISCO DE VIDA DA PESSOA E DOS ENVOLVIDOS NO TRÂNSITO .

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']