Notícias

Notícias

Brasil registra recorde nas vendas de veículos em 2012 

O ano de 2012 foi o melhor da história para o segmento de automóveis e comerciais leves. Segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgados ontem, 3,634 milhões de veículos neste segmento foram emplacadas no ano passado, alta de 6,1% em relação ao volume de 3,425 milhões de unidades registrado em 2011.

Com a ajuda da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) – zerado entre maio e dezembro –, o setor alcançou o sexto recorde consecutivo de vendas. Nem mesmo a volta da alíquota do imposto ao longo do primeiro semestre desanima o setor. Ainda que em menor ritmo, a Fenabrave estima que os negócios cresçam 3% frente ao desempenho do ano passado, com 3,743 milhões de unidades comercializadas. Para Renato Carvalho, analista econômico da agência classificadora de riscos Austin Rating, a expectativa de aquecimento da atividade econômica têm norteado as previsões. “Apesar da demanda de pessoas físicas ter um menor estímulo de crescimento por conta do retorno do IPI, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) pode motivar investimentos e crescimento de frota”, observa.

As quedas consecutivas de investimentos nos últimos cinco trimestres refletiram diretamente no desempenho de vendas de caminhões e ônibus, que devem voltar a crescer a partir deste ano. Em 2012, o segmento de pesados amargou redução de 20% no volume de vendas ao passar de 207.572 unidades comercializadas em 2011 para o balanço atual de 167.438. Em dezembro, a redução foi de 18,98% frente ao mesmo mês de 2011, fechando o período com 15.569 unidades emplacadas. O mercado de motocicletas também contribuiu para que o desempenho do mercado de veículos em geral fosse pior que em 2011 ao registrar vendas de 5,586 milhões de unidades (somadas todas as categorias), contra 5,715 milhões em 2011, queda de 2,25%. Profundamente afetado pelas restrições de crédito, o mercado de motos viveu um ano para esquecer. No último mês caiu 28,69% se comparado ao resultado do mesmo mês do ano anterior, com 137.986 motos vendidas. No balanço do ano, a retração foi menos expressiva ao ficar na casa dos 15,6% com 1,637 milhão de novas unidades na praça.

Produção em alta

Segundo estimativas da Austin, 2012 deve encerrar com 3,4 milhões de veículos produzidos entre automóveis e comerciais leves, o que deve representar um crescimento de 7% em relação a 2011. Os dados oficiais serão divulgados na segunda-feira pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Fonte: Em.com

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *