Trending News

Notícias

Notícias

Buracos nas ruas é o que mais irrita os motoristas 

Buracos nas ruas é o que mais irrita os motoristas

Buraco na ruaEm sua tese intitulada “A emoção raivosa em motoristas de automóvel, caminhão, motocicleta, ônibus e táxi“ apresentada à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), Luis Alberto Passos Presa estudou 400 motoristas de Manaus, Amazonas.

Os resultados demonstraram que os motoristas que apresentam menor emoção raivosa na vida em geral tendem a apresentar menor emoção raivosa quando dirigem, e vice-versa; as médias de emoção raivosa foram significativamente mais baixas nos motoristas de mais idade; não houve diferença significativa na emoção raivosa média de homens e mulheres que dirigem automóveis; não houve diferença significativa na emoção raivosa dos cinco tipos de motoristas, quanto ao grau de escolaridade; os motoristas não infratores apresentaram emoção raivosa média significativamente mais baixa que os motoristas infratores e os motoristas amadores (automóvel) apresentaram emoção raivosa média significativamente mais alta que os motoristas profissionais de caminhão e de ônibus, e mais baixa do que motoristas de táxi e de motocicleta.

Os motoristas se irritam mais quando:

  1. Surgem buracos grandes inesperados que “agridem” o veículo;
  2. Passam por motoristas que estacionam em várias filas, chegando a fechar a rua;
  3. À noite, quando motoristas colocam luz alta nos olhos, dificultando a visão;
  4. Veem motoristas de vans que pegam e largam pessoas em qualquer lugar;
  5. Veem carros da polícia cometendo infrações de trânsito, sem aparente urgência;
  6. Veículos grandes cruzam na frente, obrigando a frear;
  7. Percebe que há guardas escondidos multando motoristas;
  8. Pedestres atravessam arriscadamente, obrigando a frear;
  9. Há trânsito lento em fila única e motoristas avançam pela contramão;
  10. Veículos lentos não saem da esquerda, obrigando a ir pela direita.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *