• Tecnodata Reciclagem CNH

Notícias

Moto

Conheça dispositivos para proteger sua moto de furtos e roubos 

Conheça dispositivos para proteger sua moto de furtos e roubos

Furto e roubos de motoArtigo exclusivo enviado pela equipe do site Rastreadores

Motociclistas tendem a possuir uma relação muito mais afetiva com suas motos do que motoristas com seus automóveis. A moto é mais do que um simples meio de locomoção: é uma verdadeira companheira do cotidiano e de viagens, e é por isso que quando acontece algum sinistro – como um defeito ou, nas piores hipóteses, furto ou roubo – o motociclista “sente” mais o golpe do que o motorista.

O grande problema é que o mercado de seguros para motocicletas não é tão amplo quanto o de seguro auto. Existem modelos com determinadas especificações que sequer são cobertos pelas seguradoras, de modo que os motociclistas preocupados com a segurança de suas máquinas devem buscar outros dispositivos – desde ferramentas mecânicas até modernos aparatos eletrônicos.

Baixo orçamento? Apele para travas e correntes

Não são exatamente os métodos mais seguros (até porque são utilizados, por exemplo, por ciclistas), mas funcionam se o orçamento estiver apertado. Existem modelos de correntes que são fabricadas especialmente para motocicletas, com um revestimento especial que evita a ferrugem e arranhões na moto.

Correntes, entretanto, podem ser violadas, por mais resistentes que possam aparecer. Aí, pode ser uma boa hora de apelar para as travas, que são dispositivos mais robustos que travam o disco ou a coroa da motocicleta. O único problema é quando o motociclista esquece de retirar a trava, vai dar a partida… e vai ao chão, com moto e tudo.

Alguns modelos mais completos de travas possuem alarmes, que além de avisar o motociclista de retirar o dispositivo, também são importantes contra bandidos.

Mercado de alarmes possui modelos específicos para motos

Os alarmes são mais comuns em carros, mas existem modelos feitos especialmente para motos, com diversas funcionalidades. Alguns emitem o sinal sonoro assim que alguém tente mexer na motocicleta; outros possuem uma espécie de sensor de presença que, caso o chaveiro do alarme não esteja por perto, bloqueia a ignição da moto.

Os modelos de alarmes voltados para motocicletas são menores e construídos de forma a suportar as vibrações da moto, bem como as diversas condições às quais ela é exposta, como sujeira e chuvas.

O preço dos alarmes para motocicletas ronda a faixa dos R$ 200,00. É importante procurar um serviço confiável, pois a instalação incorreta pode fazer com que você perca a garantia da parte elétrica da motocicleta.

Marcação de peças

Existem quadrilhas de bandidos especializadas no roubo de carros e motos com o único objetivo de desmanche e revenda de peças no mercado negro. A marcação de peças certamente desencoraja esse tipo de atividade criminosa, consistindo em um selo colado no veículo, bem como a gravação do número do chassi da moto nas peças de maior valor comercial.

Segundo dados da DNA Security, empresa de consultoria de segurança automotiva, as motos com peças marcadas têm uma incidência 60% menor de furtos e roubos.

Rastreadores oferecem o pacote completo

Os rastreadores são o serviço mais completo de segurança automotiva para motos – e, evidentemente, também têm um custo maior. Com custos de instalação que variam de R$ 100 a R$ 200 e mensalidades entre R$ 50 e R$ 70, os rastreadores possibilitam ao motociclista:

  • Saber a exata localização da moto via GPS, em tempo real;
  • Obter um histórico de locais e velocidades;
  • Saber se a moto está ligada;
  • Definir um ‘perímetro’ que, caso violado, o motociclista recebe um alerta.

Uma das principais vantagens é que grande parte das seguradoras oferecem um desconto no preço do seguro caso a motocicleta possua um rastreador, já que isso diminui o próprio risco da seguradora.

Qual mecanismo de segurança você usa para proteger a sua moto? Deixe nos comentários os seus relatos e dúvidas!

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *