Notícias

Agente de Trânsito

Curitiba recebe nova tecnologia de ponta para a gestão do trânsito 

Curitiba recebe nova tecnologia de ponta para a gestão do trânsito
30 anos depois, a Perkons instala equipamentos da “nova geração” em Curitiba. Foto: Divulgação/Perkons

A modernização dos radares de velocidade na cidade é um dos pilares que integra o programa da Muralha Digital.

Paula Batista-

Assessora de Imprensa

Gestão do trânsito
30 anos depois, a Perkons instala equipamentos da “nova geração” em Curitiba. Foto: Divulgação/Perkons

No dia 20 de agosto de 1992, a primeira lombada eletrônica da história foi instalada na cidade de Curitiba, no Paraná. Desenvolvida pela Perkons em parceria com o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), ela trouxe um novo conceito de segurança no trânsito não só para o Brasil, mas para o mundo. Agora, 30 anos depois, a empresa instala novamente modernos equipamentos para a gestão e segurança das vias na cidade.

A modernização dos radares de velocidade em Curitiba é um dos pilares que integra o programa da Muralha Digital.

“A tecnologia do sistema dos novos equipamentos é uma ferramenta a mais no combate a diversas modalidades criminosas, podendo intensificar e proporcionar mais agilidade nas ações desenvolvidas pelas polícias e pela Guarda Municipal”, destaca Rosangela Battistella, Superintendente de Trânsito de Curitiba.

“Com a fiscalização eletrônica, grande parte dos nossos equipamentos conterá um software de segurança que permitirá traçar possíveis rotas de veículos suspeitos. Além das funções de respeito à sinalização e regulamentação vigentes, poderemos identificar e esboçar padrões de comportamento de todos os veículos que transitarem em vias monitoradas por equipamentos de fiscalização eletrônica”, explica Battistella.

O projeto de Curitiba é inspirado em grandes cidades que têm esse método funcionando, como Jerusalém, Tel Aviv, Chicago e Barcelona, e é composto de um tripé entre o sistema de monitoramento do poder público, câmeras privadas e radares. O videomonitoramento de Curitiba inclui equipamentos com câmeras de reconhecimento facial, panorâmicas e térmicas, que já estão sendo instalados em pontos estratégicos.

Tecnologia que mantém a integridade do asfalto

Serão dois tipos de equipamento, a depender do local a serem implantados: um deles contém apenas a funcionalidade para fiscalização de excesso de velocidade e outro que, além dessa função, contempla avanço de sinal, parada sobre a faixa de pedestre, conversão ou retorno proibidos, tráfego em faixa exclusiva para ônibus e deixar de conservar o veículo em faixa a ele destinada.

A tecnologia de todos os novos equipamentos passa a ser no modelo mais atual: não intrusiva (por ondas doppler). É diferente do método pelo qual funcionam os radares instalados há mais de dez anos na cidade, ativados por laços magnéticos, o que causa interferência no pavimento.

A mudança proporciona uma maior cobertura dos veículos em cada faixa de trânsito e entre faixas, além de maior facilidade e rapidez no remanejamento e na manutenção do dispositivo eletrônico.

 

Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']