Notícias

Mobilidade

Entre janeiro e agosto, primeiro emplacamento cresce quase 21% no Paraná 

Entre janeiro e agosto, primeiro emplacamento cresce quase 21% no Paraná
Foto: Arquivo AEN

Aumento do número de novos emplacamentos em relação ao ano anterior representa uma renovação da frota. O resultado dos primeiros meses de 2021 chega perto do acumulado de 2019 até então, último ano antes da Covid-19.

Entre janeiro e agosto de 2021, foram registrados 226.606 novos emplacamentos no Paraná, o que corresponde a um crescimento de 20,92% em relação ao mesmo período de 2020, que acumulou 187.388 novos processos. A diferença de 39.219 significa renovação da frota no Estado, principalmente de motocicletas, caminhões, reboques e utilitários, após os impactos mais severos da pandemia sobre o dia a dia das pessoas.

O resultado dos primeiros meses de 2021 chega perto do acumulado de 2019 até então, último ano antes da Covid-19, que registrou 239.860 veículos novos. A diferença para esse ano é de apenas 5%. Conforme os dados, o Paraná conta atualmente com 7.822.446 veículos.

O dado mais expressivo de primeiros emplacamentos neste ano foi de veículos utilitários: de 6.600 nos oito primeiros meses do ano passado para 10.790 neste ano, um crescimento de 63,48% (4.190). O aumento do primeiro emplacamento de novas motocicletas foi de 24.545 para 33.098 em 2021, crescimento de 8.553 (34,85%), maior registro em volume.

No setor de novos caminhões, o salto foi de 6.123 para 9.069, um aumento de 48.11%. Com relação aos reboques, o crescimento foi de 41.63% (8.808 em 2020 e 12.475 em 2021).

“O crescimento na compra dos veículos é reflexo do aumento de compras online, pela internet, por causa da pandemia, o que exigiu das empresas pessoas para trabalhar com entregas de produtos e alimentos”, pondera o diretor-geral do Departamento de Trânsito do Paraná, Wagner Mesquita. “Em relação aos veículos utilitários, por exemplo, tem a ver com a retomada da economia e da produção no Paraná”.

Em 2019, por exemplo, o acumulado até agosto foi puxado por veículos (112.045), motocicletas (32.385) e caminhonetes (30.658). Entre caminhões, 2021 registra o melhor desempenho dos últimos anos.

Processo

O processo de primeiro emplacamento de veículos novos pode ser solicitado pelo proprietário ou seu procurador. Dessa forma, o serviço encontra-se disponível por meio de agendamento nas unidades de atendimento do Detran-PR, ou por meio de um despachante de trânsito.

Após o veículo passar pela vistoria obrigatória, o cidadão deverá apresentar todos os documentos exigidos e realizar o pagamento das taxas. Além disso, depois de receber a documentação de registro, cabe ao proprietário emplacar o veículo em uma estampadora de placas.

O que diz a lei

É permitido circular em veículo sem placa apenas no município ou na região em que foi comprado e por, no máximo, 15 dias. Depois desse prazo, dirigir o veículo sem qualquer uma das placas de identificação, sem registro e sem licenciamento é infração gravíssima. Nesse sentido, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) ainda prevê multa, apreensão e remoção do veículo.

Comparativo dos últimos anos do número de primeiro emplacamento (janeiro a agosto):

Geral

2021 – 226.606

2020 – 187.388

2019 – 239.860

Automóveis

2021 – 81.190

2020 – 80.152

2019 – 112.045

Caminhão

2021 – 9.069

2020 – 6.123

2019 – 5.798

Motocicletas

2021 – 33.098

2020 – 24.545

2019 – 32.385

As informações são da Agência de Notícias do Paraná

 

Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']