Trending News

Notícias

Denúncias

Estacionar na calçada é infração corriqueira no Rio 

Estacionar na calçada é infração corriqueira no Rio

Denúncia RioVárias denúncias chegaram ao Portal do Trânsito mostrando inúmeras situações irregulares no trânsito da cidade do Rio de Janeiro. Condutores utilizam as calçadas como estacionamento. “Estacionar no passeio, além de infração de trânsito, é um grande desrespeito com o pedestre”, explica Celso Alves Mariano, especialista em trânsito e diretor da Tecnodata Educacional.

Os flagrantes aconteceram na Rua Jornalista Henrique Cordeiro, na rua Mayrink Veiga Denúncia Riocom a Beneditinos, na rotatória que une as ruas: Estrada de Paciência, Estrada do Encanamento e Estrada do Tutoia, na Rua Libéria e na Praça Dr. Del Vecchio. Em todas as ocorrências, os veículos estavam estacionados irregularmente tirando espaço dos pedestres.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), artigo 181, estacionar na calçada é uma infração grave, com acréscimo de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com multa de R$ 127,69 e remoção do veículo.

Todos os flagrantes foram encaminhados para a Guarda Municipal do Rio de Janeiro, órgão responsável pela fiscalização do estacionamento e parada dos veículos no município.  Em resposta, a Guarda enviou agentes até os locais para apurar as denúncias e multar os veículos, se for o caso.

O combate as infrações de estacionamento irregular, que prejudica a mobilidade de pedestres e outros motoristas e também pode causar acidentes, faz parte da rotina diária dos guardas municipais empregados no trânsito e correspondeu a aproximadamente 57% do total de multas registradas pela GM-Rio no primeiro semestre de 2014.

A GM-Rio informa ainda que a população pode denunciar flagrantes de irregularidades de trânsito na cidade do Rio de Janeiro por meio da Central 1746, da Prefeitura, que funciona 24h.

Você também fotografou algum flagrante de irregularidade no trânsito da sua cidade? O Portal irá junto com você buscar a resposta, clique aqui e envie a sua denúncia.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *