Notícias

Notícias

Estado de SP tem menor número de vítimas de trânsito desde 2015 

Estado de SP tem menor número de vítimas de trânsito desde 2015
Foto: Freeimages.com

Novas estatísticas do Infosiga SP apontam queda de 22% nos índices em cinco anos.
Queda nos atropelamentos chega a 36%.

Vítimas em São Paulo
Foto: Freeimages.com

Segundo os novos dados do Infosiga SP, sistema do Governo de São Paulo gerenciado pelo Detran.SP e programa Respeito à Vida, o Estado registrou o menor número de fatalidades de trânsito desde o início da série histórica, em 2015. Houve 5.023 óbitos causados por acidentes em 2020, índice 7,6% menor na comparação com 2019 (5.439) e 22,3% menor do que o registrado há cinco anos. Pedestres formam o grupo com maior redução desde 2015, -36,3%.

“O Governo do Estado, em parceria com a sociedade, tem empreendido uma série de iniciativas para combater a violência no trânsito. Investimentos em obras, educação e fiscalização geraram uma queda contínua nos índices. Temos ainda um longo caminho pela frente, mas seguimos nessa jornada com base em inteligência e inovação para gerar
projetos eficazes e que salvam vidas”, afirma o diretor-presidente do Detran/SP, Ernesto Mascellani Neto.

Motociclistas lideram as estatísticas de fatalidade com 1.899 ocorrências, uma redução de 1,1% na comparação com o ano anterior (1.921 óbitos) e de 0,2% em relação a 2015 (1.902). Ocupantes de automóveis estão em segundo lugar com 1.242 fatalidades no mês e redução de 10,4% na comparação com 2019 (1.386 vítimas) e 22,4% em relação a 2015 (1.599).

Pedestres seguem como o grupo com maior redução nos índices.

Foram 1.108 fatalidades em 2020, o que representa redução de 20,6% na comparação com o ano anterior (1.395 óbitos) e de 36,3% em relação a 2015 (1.740). Em 200, foram registrados 413 óbitos de ciclistas, aumento 2,5% em comparação com 2019 (403 fatalidades) e de 37,2% em relação a 2015 (301).

Das 16 regiões administrativas do Estado, 11 apresentaram redução nos índices na comparação com 2019, com destaque para as regiões de Presidente Prudente (-30%) e Central e São José do Rio Preto (-22%). Outras cinco tiveram aumento nas fatalidades.

Entre janeiro e dezembro de 2020, foram registrados ainda 170.292 acidentes com vítimas, redução de 9,3% na comparação com o mesmo período de 2019 (187.758 acidentes). A maioria das ocorrências (49,5%) fatais ocorre em vias municipais e 44% em rodovias. Em 6,5% dos casos não foi possível identificar com precisão a jurisdição da via.

Perfil da vítima

Em 2020, jovens com idade entre 18 e 34 anos corresponderam a 36% das vítimas de trânsito. A maioria é homem (83%) e condutor do veículo (61%). Mais da metade (51%) das vítimas faleceram nos hospitais. Em 78% das ocorrências, o óbito ocorreu no mesmo dia do acidente.

As ocorrências estão concentradas no período noturno (57%) e nos finais de semana (44%). O principal tipo de acidente é a colisão entre veículos (38% do total), seguido pelos atropelamentos (23%) e choque contra objetos fixos (19%).

Sobre o programa Respeito à Vida

Programa do Governo do Estado de São Paulo, atua como articulador de ações com foco na redução de acidentes de trânsito. Gerido pela Secretaria de Governo por meio do Detran.SP, envolve ainda as secretarias de Comunicação, Educação, Segurança Pública, Saúde, Logística e Transportes, Transportes Metropolitanos, Desenvolvimento Regional, Desenvolvimento Econômico e Direitos da Pessoa com Deficiência.

O Respeito à Vida também é responsável pela gestão do Infosiga SP, sistema pioneiro no Brasil, que publica mensalmente estatísticas sobre acidentes com vítimas de trânsito nos 645 municípios do Estado. O programa mobiliza a sociedade civil por meio de parcerias com empresas e associações do setor privado, além de entidades do terceiro setor. Em outra frente, promove convênios com municípios para a realização de intervenções de engenharia e ações de educação e fiscalização.

As informações são da Assessoria de Comunicação do Detran/SP

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *