Notícias

Notícias

Fabricantes de motos mantêm cautela sobre investimentos 

As fabricantes de motocicletas do Polo Industrial de Manaus (PIM) aguardam as definições da reforma tributária do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para projetar os investimentos de 2014. A produção de motocicletas em 2013 deve se equiparar ao ano passado e chegar a 1,69 milhão de unidades produzidas. Representantes das principais fábricas de motocicletas e similares e autoridades participaram da 17º edição do MotoCheck-Up, no Clube do Trabalhador do Serviço Social da Indústria (Sesi), promovido pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Simlares (Abraciclo). Para o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, o setor continua mantendo as metas de médio e longo prazo, apesar de turbulências e incertezas no mercado brasileiro. “Não há uma projeção para 2014, pois estamos esperando a consolidação de fatores da economia. A expectativa do setor é retomar as perdas do primeiro semestre e manter os investimentos com ações de marketing par aumentardas vendas”. Os próximos três meses serão decisivos para o setor. “Tínhamos uma expectativa de 5% para esse ano, mas não se concretizou por conta, principalmente, dos cortes em financiamentos”, disse Fermanian. As expectativas são positivas para o diretor de relações institucionais da Moto Honda, Paulo Takeuchi. “A inadimplência, que foi um dos grandes problemas da restrição do crédito, está diminuindo e as novas condições do varejo para financiamento estão mais seguras”, destacou. A tendência, segundo o executivo, é a de que os contratos de financiamento tenham mais qualidade na venda, o que deve refletir na melhora da oferta dos bancos. “Precisamos primeiro torcer para fechar o segundo semestre bem e diversos fatores como a reforma do ICMS e a reabertura do crédito podem contribuir ou não com o setor”, disse. Reforma O secretário de Estado da Fazenda, Afonso Lobo, informou que a discussão da reforma do ICMS deve ser retomada com a volta dos trabalhos do Congresso. “O que tinha que ser discutidos no Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) já foi discutido. Agora, o governo federal vai arbitrar uma proposta para a votação no Senado”, explicou. Segundo Lobo, caberá à bancada de senadores do Amazonas trabalhar para obter os apoios necessários. De acordo com o secretário, o setor de duas rodas é responsável por um terço da arrecadação de tributos do PIM e gera 150 mil empregos em toda a cadeia industrial. “São R$ 6 bilhões em tributos para todas as esferas públicas, municipal, estadual e federal”, disse. MotoCheckUp Para comemorar o Dia do Motociclista, a Abraciclo promove, até sábado, o MotoCheck-Up. O programa avaliará 21 itens das motocicletas e mostra, na prática, como deve ser a pilotagem defensiva. Fonte: d24

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']