Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de julho de 2024

Fiscalização diminuiria acidentes que podem ser evitados com bom senso


Por Mariana Czerwonka Publicado 09/10/2012 às 03h00 Atualizado 09/11/2022 às 00h02
Ouvir: 00:00

Sete pessoas morreram e 10 ficaram feridas após o Toyota Bandeirante em que estavam capotar em uma estrada rural no município de Conceição de Ipanema (MG) no início da tarde desta segunda-feira (08). De acordo com as primeiras informações do Corpo de Bombeiros, as vítimas são eleitores que comemoravam a reeleição do prefeito da cidade e estavam no compartimento de cargas da caminhonete.

Em uma curva da estrada de terra, o motorista perdeu o controle da direção. O veículo saiu da pista e capotou em uma ribanceira. Segundo os bombeiros, seis pessoas morreram na hora e um dos feridos acabou falacendo no hospital da cidade. No momento do acidente, 17 pessoas estavam na caçamba do veículo.

O transporte de pessoas na caçamba de veículos usados para o transporte de carga é considerado infração grave. O motorista flagrado nesta situação perde cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) além de pagar multa de R$ 127,69.

A prática é comum fora dos grandes centros, principalmente em propriedades particulares. no Nordeste do Brasil, veículos deste porte, incluisive vários Toyota Bandeirante, têm seus chassis alongados para receberem mais bancos. Os veículos fazem o transporte entre os pequenos municípios nordestinos e pela quantidade de pessoas sendo transportadas nas caçambas, a fiscalização naquela região parece não ser muito eficiente.

A caminhonete que capotou na estarda rural em Minas estava fazendo uma viagem intermunicipal sem nenhum problema pela estrada rural. A Polícia Militar, responsável pela fiscalização na via, informou que faz blitzes com frequência, mas pelo baixo movimento, a estrada em que o acidente ocorreu não possui um ponto fixo de fiscalização.

FONTE: Vrum

dpvatdpvat

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *