Notícias

Notícias

Índice de mortes no trânsito tem redução de 5,6% em 11 meses, no AM 

Índice de mortes no trânsito tem redução de 5,6% em 11 meses, no AM
STF decide que é crime fugir do local do acidente. Foto Pixabay.com

O índice de mortes no trânsito no Amazonas registrou redução de 5,6% no comparativo de janeiro a novembro deste ano com o mesmo período de 2011. No ano passado, o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) contabilizou 359 mortes em 11 meses. Enquanto até novembro deste ano, o número de óbitos relacionados aos acidentes de trânsito registrados no Estado foi de 339 casos.

Embora o indicador de mortalidade tenha apresentado diminuição, a diretora-presidente do Detran-AM, Mônica Melo, ressalvou que o número de mortes consolidado de 2012 poderá aumentar nos últimos dias devido às festas de fim de ano. “Nós temos conseguido reduzir, mas vamos ficar no mesmo patamar anual de 300 mortes no Estado. Mesmo assim, temos reduções significativas entre 10% e 20% considerando o número de mortes, lesões e acidentes de modo geral. Isso já é um ganho importante nessa década da segurança viária, quando até 2020 temos que ano a ano está progredindo essa redução da mortalidade e dos acidentes de trânsito”, destacou a titular. Dentre os fatores que promoveram a queda do volume de vítimas fatais no Amazonas, o órgão ressaltou o fortalecimento das ações de fiscalização do trânsito com capacitação das equipes e aquisição de novos equipamentos. “Mas, principalmente, isso é um reflexo do trabalho de educação do trânsito desenvolvido diariamente nas escolas, universidades, empresas e até mesmo nas vias públicas.

Assim, fiscalização e educação têm gerado bons resultados”, avaliou Mônica Melo. No balanço dos últimos 11 meses, o departamento estadual lavrou um total de 20.843 multas decorrentes das infrações dos condutores de veículos no Amazonas. Dirigir sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foi constatado em 4.411 casos, ocupando a primeira posição no ranking de irregularidades de trânsito cometidas no Estado. Trafegar em veículo com licenciamento em atraso aparece na segunda colocação dos crimes de trânsito registrados.

Fiscalização

De janeiro a novembro deste ano, cerca de mil casos de motoristas dirigindo com índice de alcoolemia acima do permitido foram constatados no Amazonas por meio dos testes de bafômetro. Diante da previsão de mais incidência, em virtude das festas de fim de ano, o Detran-AM articula intensificar o trabalho de fiscalização na capital e nas principais rodovias estaduais. “Nesta semana iniciaremos uma campanha com distribuição de material educativo. Vamos ainda realizar uma série de ações nas ruas com os arteducadores. Assim como nas ações ao longo de 2012, o foco das abordagens é o perigo do álcool e direção. Recentemente fizemos o trabalho com os taxistas e outras categorias”, frisou Mônica Melo.

Com a realização de operações de trânsito integradas, até o final do ano o Detran-AM estima que cerca de sete mil veículos automotores sejam apreendidos. Até o momento, 6.708 já foram apreendidos por diversas irregularidades. A partir da segunda quinzena de dezembro, o órgão terá auxílio de novo dispositivo nas ações itinerantes. Trata-se do talão eletrônico que será adotado na busca de mais celeridade no registro de infrações e na redução do extravio de talões de multas impresso. “O talão eletrônico vai oportunizar ao agente celeridade no atendimento, que também será um benefício ao condutor abordado. O agente de trânsito terá todas as informações em tempo real no tablet. Vamos reduzir ainda o número de autos rasurados e extraviados, que atualmente existe em quantidade significativa”, enfatizou a diretora-presidente do órgão. Além dos talões eletrônicos, as equipes de fiscalização do Departamento Estadual de Trânsito contarão com guinchos novos para remoção de veículos pesados e 20 novos aparelhos etilômetros – bafômetros.

Fonte: Globo.com

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *