Notícias

Notícias

Regulamentação de motoristas de caminhões pode aumentar frete 

O valor do frete no Paraná pode sofrer um reajuste de até 30% pela nova lei que regulamenta a profissão de caminhoneiro, aprovada em abril de 2012. As transportadoras alegam aumento nos custos, o que deve ser repassado ao consumidor.

A adequação das empresas à nova lei, que ocasiona o reajuste dos preços, ocorre devido à contratação de mais motoristas, perda de produtividade do caminhão, e viabilização de pontos para descanso “Realmente há uma série de custos que algumas transportadoras não podem arcar. E com certeza isso vai ser repassado para as indústrias e portanto para o comércio” afirma o Presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Paraná (Setecpar), Gilberto Antonio Cantú.

Há cerca de dois meses as empresas e os clientes já começaram a calcular o reajuste dos preços de acordo com o aumento do frete “O aumento do preço pode ir de 18 até 30 %. A variação ocorre de acordo com tipo de transporte e a distância percorrida” explica Cantú.

Por mais que os pontos da lei impliquem em um aumento nos preços dos produtos a categoria afirma precisar das novas regras. O Presidente defende que sindicato e as empresas de transporte são totalmente a favor das mudanças “Essa lei veio pra regulamentar a profissão que nunca teve nenhuma regra. É uma lei que tem um impacto direto na saúde dos motoristas e na diminuição de acidentes”.

A fiscalização rodoviária tende a ser mais frequente com objetivo de punir possíveis abusos de motoristas e patrões.

Fonte: Banda B


Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']