Notícias

Moto

Mortalidade de motociclistas em Curitiba cai 11% 

Mortalidade de motociclistas em Curitiba cai 11%

motociclistaO Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) divulgou que, em 2013, o número de mortes em acidentes com motocicletas em Curitiba caiu 11%. O levantamento foi comparado com os número de 2012. De acordo com BPTran, a quantidade de desastres também diminuiu: teve queda de 4,5%, enquanto o volume de feridos baixou apenas 1,9% no período.

O tenente Ismael Veiga, do BPTran, informou que os acidentes estão cada vez mais violentos. O motivo, segundo ele, é o aumento da frota de veículos na cidade, mas, principalmente a imprudência de motociclistas.

Em Curitiba, as vias que mais registram acidentes com moto são as avenidas Marechal Floriano Peixoto e Visconde de Guarapuava – ambas passam pela região central da cidade.

Em relação ao comportamento dos motociclistas, o tráfego no corredor entre os carros é um dos mais preocupantes, mas não é ilegal.

Em 2012, foram 3.107 acidentes com motos em Curitiba, com 2.475 feridos e 18 mortos. Em 2013, foram 2.968 desastres, 2.427 feridos e 16 mortos. O BPTran calcula apenas os óbitos ocorridos no local do acidente, portanto o número pode ser ainda maior, já que as mortes em hospital não foram contabilizadas.

De acordo com a Seguradora Líder, que administra o Seguro DPVAT no Brasil, 29% das indenizações por morte no Paraná em 2013 foram pagas a famílias de motociclistas. O estado tem 1 milhão, duzentas e 64 mil motos. Somente a título de comparação, em São Paulo, que concentra 4 milhões e setecentas mil motos, a taxa ficou em 31%. Em Curitiba, a maior parte das vítimas, em torno de 70%, é de homens, com idade entre os 18 e 29 anos.

Fonte: Bem Paraná


Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']