Notícias

Notícias

Mortes no trânsito caem 11,5% no Paraná 

Mortes no trânsito caem 11,5% no Paraná

Mortes no trânsitoDados do Anuário do Detran mostram 2.618 casos no Estado em 2013, contra 2.960 em 2012

O número de mortes provocados por acidentes de trânsito, nas estradas e nas cidades, no local e após, caiu 11,55% entre 2012 e 2013 no Paraná, divulgou o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR). Em 2012 foram 2.960 óbitos no Estado, contra 2.618 no ano passado. Em 2013 ainda foram 55.602 feridos, contra 59.345 em 2012, também com queda (6,31%).
Apesar das reduções, o Detran faz apelo para que os motoristas tenham mais atenção. O Paraná já tem cerca de 5 milhões de motoristas. O número de veículos registrados no Estado chegou a 6,2 milhões e o tempo que o paranaense passa no trânsito cresceu. Estes fatores, junto com a desatenção e o desrespeito às normas e à sinalização, contribuem para a ocorrência de mais acidentes.
No anuário 2013 do Detran, o relatório com o total de acidentes com e sem vítimas em 2013 mostra maior incidência na Capital, que somou 26,5 mil ocorrências, com mais de 7 mil feridos e 76 mortes. Neste item, os óbitos subiram mais de 18% comparando aos números de 2012, quando foram 64 casos.
As ocorrências em rodovias estaduais tiveram pouco mais de 11,5 mil acidentes com e sem vítimas, que resultaram em 2013 em 9,4 mil pessoas feridas e 1.404 mortes. Nas rodovias federais foram registradas quase 20 mil acidentes e 11,4 mil feridos e mais de 749 mortes.
Somando todas as ocorrências no interior do Estado —fora as rodovias estaduais e federais — o Detran divulgou 57 mil acidentes, que terminaram em 27,6 mil pessoas feridas e 389 mortes nos 398 municípios paranaenses fora a Capital.

Trânsito

Para melhorar a relação entre condutores, ciclistas e pedestres, o Detran reuniu dez dicas simples que tornam o trânsito mais seguro para todos:

– O tamanho do veículo indica responsabilidade. Os maiores devem tomar cuidado com os menores, mais frágeis em caso de acidente: motos, bicicletas e pedestres.

– Os equipamentos de segurança são essenciais: no carro, o cinto de segurança; na moto, o capacete, e na bicicleta capacete e luzes refletivas.

– Não aceite desafios e nem provocações no trânsito.

– Não abuse da autoconfiança.

– Mantenha o veículo, seja carro, moto ou bicicleta, sempre em boas condições de funcionamento.

– Não dirija ou pedale se estiver sob o efeito do álcool, remédios ou qualquer outra substância tóxica.

– Certifique-se de que os demais motoristas e os pedestres estão vendo o seu veículo use, a sinalização de forma correta.

– Respeite sempre a sinalização de trânsito, em qualquer local e horário.

– De carro, cuidado com o farol alto. Você pode ofuscar a visão do motorista na via de sentido oposto.

– Os motoristas devem obrigatoriamente manter a distância de 1,5 metro do ciclista.

– Os ciclistas devem circular pela ciclovia. Quando ela não existir, pedale no sentido do trânsito, nunca na contra mão.

– Pare e pense: Pequenas ações podem salvar vidas.

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']