Notícias

Moto

Motociclistas devem prestar atenção no uso correto de capacetes 

Uso do capacete para motociclistasO uso do equipamento de proteção é obrigatório

Assim como o cinto de segurança nos veículos, o capacete é o principal equipamento de proteção individual para os condutores de motocicleta. Porém, para que a eficácia desse equipamento seja atingida ao máximo, os motociclistas devem ficar atentos a algumas dicas para o seu uso correto.

Na compra do equipamento, o motociclista deve procurar um modelo que se ajuste confortavelmente à cabeça, que proporcione ampla visão para o condutor e que esteja dentro das normas técnicas requeridas para o uso. Todo modelo deve ter viseira que permita total visibilidade ao condutor.

A Resolução 203 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) proíbe a fixação de películas na viseira do capacete. Durante o dia, é permitido o uso de viseira fumê, mas a noite, deve ser utilizada a de cristal (transparente). Durante a condução, a viseira deve permanecer fechada. Na utilização de capacetes que não possuem viseira, é obrigatório o uso de óculos fixados ao capacete para proteção dos olhos.

Outro item de segurança importante no capacete é a faixa refletiva, para que o condutor seja visto à distância durante a noite. As faixas refletivas devem estar nos quatro lados do capacete (frente, atrás e aos lados. Para uso de motos na categoria particular as faixas devem ser brancas.

A visão do motociclista diminui muito ao pilotar em dias chuvosos, pois o capacete usado para proteger passa a oferecer uma visão distorcida da rodovia. Levantar a viseira nem sempre é a solução, pois diante de uma chuva torrencial a velocidade da água em contato com os olhos atrapalha na condução. O correto é procurar abrigo em local seguro e fora do acostamento, para evitar acidentes.

Se o capacete for colocado muito para frente ou para trás, não oferecerá a proteção necessária, podendo bloquear a visão do condutor ou ainda sair da cabeça em caso de acidente.

Recomendações na compra 

Essencial para proteger a cabeça de batidas, quedas e escoriações, o capacete requer alguns cuidados também. Devem-se evitar arranhões nas faixas refletivas e na viseira. Em caso de queda, o capacete deve ser trocado. Em média, a vida útil de um capacete para motociclistas dura cerca de três anos.

Na hora da comprar um capacete novo, o usuário de motocicleta deve atentar para a presença do selo regulador fornecido pelo Inmetro, que qualifica e garante o produto. Capacetes sem a parte protetora do maxilar não oferecem segurança aos usuários em quedas, pois não há uma proteção que evite o contato da face com o chão.

Os motociclistas devem obrigatoriamente trafegar com o capacete e viseira. Muitos modelos não possuem a proteção acrílica das viseiras, o que pode ser um risco a mais, já que o condutor fica exposto a partículas desprendidas por outros veículos, objetos menores ou mesmo insetos ou partes trazidas pelo vento.

Fonte: Engeplus

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *