Trending News

Notícias

Denúncias

Município de Tobias Barreto, em Sergipe: agentes de trânsito paralisam atividades por se sentirem ameaçados 

Denúncia: A denúncia recebida pelo Portal do Trânsito afirma que o órgão de trânsito não é organizado, muitos condutores cometem infrações de trânsito, os agentes estão sendo agredidos pela população, não recebem apoio da Polícia e por estes motivos decidiram paralisar as atividades de rua. Resposta: Segundo Antônio Sérgio Oliveira de Souza, Coordenador de Comunicação do município, ocorreu a situação de agressão a um agente de trânsito, mediante abordagem feita a um cidadão. Para ele a sociedade está reagindo diante de casos de cobranças além do rigor da lei. “Parece que os agentes estão se exaltando nas abordagens”, afirma. Diante desta agressão, o município tomou as providências necessárias, mas mesmo assim, os agentes se aquartelaram, por insegurança. O coordenador afirma que a sociedade está contra o modo como os agentes estão operando, fato comprovado por pesquisa feita por uma rádio de Tobias Barreto. Segundo Souza, a solicitação dos agentes foi pelo uso de armas, porém o município foi contra o pedido. “Não aceitamos, até por conta das grandes tragédias que ocorrem pelo fato do ser humano não estar preparado para andar com uma arma na cintura”, disse. Porém as negociações não estão encerradas. “Está se vendo o que pode ser feito, até pela melhora da qualidade do trânsito”, conclui. De qualquer forma, os agentes já retornaram e de acordo com Souza, isso já se reflete nas ruas. “A cidade estava um caos sem fiscalização, agora com os agentes já na rua, mesmo diante dessa situação, vemos que os cidadãos voltaram a respeitar as leis, muitos estão usando capacete- o que não se via antes- e estão novamente se enquadrando as regras de trânsito que precisam ser respeitadas”, conclui Souza. Além disso, o município está investindo em engenharia de trânsito, novas demarcações e semáforos na cidade. O Portal continuará acompanhando a situação do trânsito em Tobias Barreto. Faça também a sua denúncia, clique aqui.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *