Notícias

Opinião

É nós na fita! 

É nós na fita!

sociedade

Na semana passada participei de uma reunião com abnegados e comprometidos cidadãos, todos preocupados com uma demanda muito importante: organizar e fazer acontecer a “Década de Ações para a Segurança Viária” nesse nosso país de trânsito tão problemático. Trata-se de uma bela oportunidade de mostrarmos ao mundo que podemos cuidar melhor do nosso trânsito, tornando-o menos violento, menos estressante, enfim, mais humano e seguro.

O encontro de trabalho foi numa das tantas salas de aula da FGV em São Paulo. Um ambiente bem apropriado para o desenvolvimento de ideias e planejamento de ações. Ideias que podem salvar vidas. Falamos da organização de dois importantíssimos eventos para o trânsito brasileiro: o “Década de Ações para a Segurança Viária no Brasil –
Marco Zero”
, dia 17 de novembro e o “Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito”, programado para domingo, 21 de novembro.

Foi um encontro de várias pessoas altamente capacitadas, todas empenhadas em que o Brasil faça bonito no seu trânsito pelos próximos dez anos. É uma cobrança da ONU, mais especificamente, da OMS. E não estamos sós. Vários países com problemas sérios de segurança no trânsito estão ao nosso lado. Nada lisonjeiro participar deste grupo. Mas admitir e reagir de forma adequada, organizada e inteligente é o que precisamos fazer neste momento.

Se fizermos como os países europeus fizeram nestes últimos 10 anos – a “década de ações” deles acabou neste ano – chegaremos em 2011 com motivos para nos orgulharmos. Eles reduziram em impressionantes 50% a violência do trânsito. Impressionante porque na maioria dos países europeus, os índices já eram, digamos, bons. Mas não dá pra chamar de “bom” qualquer índice que expresse a incompetência em se fazer do trânsito um ambiente seguro.

Bem, se as estatísticas europeias de 10 anos atrás eram preocupantes, para eles, as nossas, de hoje, são – ou deveriam ser – no mínimo, escandalosas, para nós. Dê uma olhadinha no “acidentômetro” na página de abertura do Portal do Trânsito e você vai ver do que eu estou falando. O nosso caso é muito pior do que o da Inglaterra, da França ou de Portugal. Por isso mesmo, com algumas ações sérias e bem coordenadas, devemos obter melhorias bem expressivas em um curto espaço de tempo. Mas isso só será possível com o engajamento de toda a sociedade.

Foi com base no exemplo europeu que a OMS “convocou” o Brasil para esta “década de ações”. A OPAS, o Ministério da Saúde e uma série de instituições por todo o país estão se mobilizando. Nós do Portal do Trânsito estamos apoiando e divulgando várias iniciativas neste sentido. Uma das mais consistentes é o Movimento Chega de Acidentes, organizado pelo Cesvi Brasil, ANTP, AND e Abramet.

Nessa reunião na FGV estavam presentes o Deputado Federal Hugo Leal, o pessoal da FGV e FGV Online, DM9, SBOT, OAB-SP, Vitae Civilis, SINDSEG, 2PRO, Inst. SP Contra a VIolência, Atlétic-GV, Angis, SEMOB, MNSP, MMFF, IQA, insight, Metrô-SP, Hora H, Rotary-SP, FM-USP, RCSP, ESM, Ciclocidade, CET-SP, OCDC, a ONG Criança Segura e, é claro, toda a equipe do Cesvi Brasil.

Para saber mais sobre o Dia em Memória das Vïtimas no Brasil clique aqui e, no mundo, clique aqui.

Nosso país é muito grande e nem todos que gostariam vão poder participar do evento “Marco Zero” no dia 17/11, em São Paulo. Se tudo der certo, a FGV Online vai transmitir o evento em seu site.

Participe você também Divulgue esta ideia! O mundo inteiro vai estar de olho na gente!

Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *