Notícias

Opinião

Educação para o trânsito já é uma realidade! 

Educação para o trânsito já é uma realidade!

Nesta “Semana Nacional do Trânsito” vale à pena relembrar de algumas coisas bem importantes. Uma delas é que em 1997 o Código de Trânsito Brasileiro trouxe um capítulo inteiro só sobre a educação para o trânsito. Algo nunca antes visto em nossa legislação de trânsito. A palavra “educação” e temas correlatos aparecem 49 vezes, o que representa 15% dos artigos do CTB, tal é a ênfase e a importância dada ao assunto. Mas só estar na Lei não basta. Então o que as escolas têm feito a respeito do que o CTB determina: “a educação para o trânsito será promovida na pré-escola e nas escolas de 1º, 2º e 3º graus?” Uma das ações que quero relatar e que vem ao encontro do que o CTB apregoa é a da cidade de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, cujo projeto denominado Comunidade e Trânsito tem como objetivo promover a educação para o trânsito em todas as escolas do município e por extensão, atingir a comunidade como um todo, tornando o trânsito da cidade mais humano e seguro. A educação para o trânsito vem sendo abordada nas escolas de Ensino Fundamental de Jaraguá desde 2007, porém, desde 2010 ela acontece de maneira mais sistemática. O Projeto é coordenado pelo órgão executivo municipal de trânsito juntamente com a Secretaria de Educação, com o apoio da editora que fornece os materiais didáticos sobre o tema trânsito e disponibiliza um Sistema de Monitoramento para acompanhar o Projeto mensalmente. As escolas começaram seus trabalhos de maneira tímida, porém as coordenadoras relataram que, depois que alguns professores desenvolveram suas primeiras atividades sobre o trânsito, outros também se engajaram no Projeto e incluíram o assunto em suas aulas. Hoje a grande maioria das escolas ensinam sobre o trânsito para seus alunos. Foi possível perceber que, de maneira simples e objetiva as pedagogas/coordenadoras incluíam o assunto trânsito no planejamento da escola, organizando seus cronogramas para a melhor utilização do material didático e, com isto, contribuíram muito com o trabalho dos professores. Os professores, por sua vez, apesar da responsabilidade em cumprir com os conteúdos curriculares obrigatórios, conseguiram de maneira muito criativa integrar o tema trânsito nos seus objetivos de aprendizagem. Construíram textos com os alunos a partir das reflexões sobre os problemas do trânsito da cidade e para isto utilizaram vídeos, notícias de jornais e as próprias percepções das crianças. Também elaboraram jogos, brincadeiras, fizeram passeios educativos, utilizaram a informática para construir histórias e regras seguras para o trânsito, criaram desenhos, painéis, projetos e desenvolveram pesquisas sobre as percepções dos pais a respeito do trânsito na cidade. Com estas pesquisas ampliaram discussões e conceitos e propuseram soluções para um trânsito mais seguro. Nas visitas feitas às escolas, foi possível perceber o quanto os professores e alunos estavam motivados a aprender mais sobre o tema e o quanto isto tem ampliado a visão de todos a respeito da responsabilidade de cada um no trânsito. É gratificante constatar que o esforço da equipe responsável pelo Projeto, assim como o de cada profissional dentro das escolas, tem feito toda a diferença para a aprendizagem dos alunos sobre o trânsito. Acredito que a máxima de “pensar globalmente e agir localmente” é praticada em Jaraguá do Sul, pois por meio de ações como estas é que o trânsito da cidade torna-se mais humano e seguro. Tenho a certeza de que há muitos outros projetos como este acontecendo e cada um, dentro de suas possibilidades faz a sua parte para que o trânsito brasileiro melhore em qualidade e segurança.

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']