Trending News

Notícias

Opinião

Faixa de pedestre é para ser respeitada 

Faixa de pedestre é para ser respeitada

People crossing the streetRetornando da licença à maternidade, confesso que senti muita falta de escrever os blogs e conversar com os internautas. E de volta ao trabalho recebi um convite para falar numa rádio sobre a campanha do Batalhão de Trânsito – BPTRAN – iniciada ontem em Curitiba, sobre o uso e respeito à faixa de pedestres. Algumas perguntas foram feitas pelo radialista e achei importante comentar aqui a seguinte: mas de quem é a culpa dos atropelamentos, do motorista ou do pedestre? Em minha opinião, todos são responsáveis pelo trânsito, afinal o motorista não nasceu dentro do carro, antes de dirigir ele já era e continua sendo um pedestre. Portanto o CONDUTOR seja de automóvel, moto ou veículo de grande porte, deve considerar que: • Quando está na condição de pedestre quer respeito e um pouco de paciência por parte dos condutores. Então porque não ter um pouco mais de paciência com os pedestres, que também tem um destino, assim como os que estão motorizados? • Deve lembrar que ele, bem ou mal, aprendeu a se comportar no trânsito e conheceu as normas para circulação nas vias. O pedestre nem sempre conhece todas as regras, direitos e deveres e, muitas vezes, desconhece a verdadeira dimensão dos riscos para a sua vida ao ter atitudes perigosas no trânsito. Então é dever do condutor PREVER e EVITAR atropelamentos, independente do comportamento errado do pedestre. • Deve considerar que o elemento mais frágil é o pedestre e não ele, que tem o veículo como um escudo protetor. Quem sai perdendo sempre é o pedestre. Já o PEDESTRE precisa: • Dar-se conta que nem sempre está sendo visto pelo condutor. • Estar mais atento, ser menos apressado, e parar de atravessar a rua entre os carros. • Usar a faixa de pedestres onde existir e parar de oferecer perigo para si e para os outros usuários. • Usar a regra de ver e ser visto que significa prestar atenção se o condutor o enxergou e estar realmente atento a movimentação de todos os tipos de veículos. • E onde não houver faixa, olhar cuidadosamente para os dois lados e atravessar em linha reta. A responsabilidade é de todos, mas é preciso que as campanhas educativas de trânsito sejam frequentes. Além disso, estruturar a cidade com mais faixas de pedestres e fiscalizar pedestres e condutores com freqüência e rigor. A convivência precisa ser pacífica, ordenada e de respeito mútuo, mas isso só se constrói com um trabalho constante e de longo prazo. Faça a sua parte: respeite e use a faixa de pedestres. Aguardo a sua participação respondendo à pergunta: de quem é a culpa dos atropelamentos?

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *