Notícias

Opinião

Há caminhos para o trânsito de Porto Alegre 

Há caminhos para o trânsito de Porto Alegre

O título deste artigo foi inicialmente pensado como pergunta. No entanto, depois de refletir um pouco sobre ele creio que o correto mesmo deva ser como afirmativa porque acredito, sinceramente, que há caminhos para o trânsito de Porto Alegre. Por isso apresento aqui algumas dicas destes caminhos. Não cabe aqui um debruçar sobre as causa dos problemas do trânsito. Certamente a maioria concordaria com a descrição dos problemas, no entanto, haveria menor grau de consenso sobre as suas causas. Então melhor mesmo é dedicar atenção as possíveis soluções para um setor que tem peso em nosso cotidiano. Afinal, quais seriam os caminhos para melhorar o trânsito de Porto Alegre? A EPTC no ano 2000 ao elaborar o Plano Diretor de Transporte Urbano fez um prognóstico da Porto Alegre em 2015 e indicou medidas a serem tomadas. Identificou, por exemplo, que 32% dos deslocamentos no horário do pico da manhã tem como motivos os serviços públicos. Outro indicador demonstra que o comércio é responsável por 22% dos deslocamentos pela manhã. Todas estas atividades iniciam nos mesmos horários. Daí a primeira indicação do Plano Diretor que é o chamado Plano de Tempo. Ao reprogramar o funcionamento da cidade distribuindo uniformemente as atividades ao longo do dia se diminui o volume de deslocamentos em um mesmo tempo e espaço. Esta medida pode surtir grande resultado porque gera um efeito cascata. Há deslocamentos correlatos como a mãe que é funcionária pública precisa largar o filho na escola infantil antes de ir ao trabalho. Mas esta, certamente, não é a única medida. O Plano Diretor de Transportes que talvez tenha sido esquecido em alguma estante, indicava que a melhor alternativa para melhorar a mobilidade dos cidadãos porto-alegrenses é a qualificação e modernização do transporte público de passageiros. Esta melhoria passa pela modernização dos ônibus, com veículos com piso rebaixado, espaços acessíveis, câmbio automático e ar condicionado. Por uma rede de atendimento que percorresse 100% da cidade, sem exceção e um quadro de horário que cubra 24hs do dia com boa oferta.Ter flexibilidade do atendimento podendo usar veículos de menor capacidade em situações de menor demanda e ter flexibilidade de tarifas, por exemplo, ter uma tarifa mais atrativa no entre-pico e nos finais de semana. Garantir todas os sentidos de deslocamentos com a adoção de um sistema integrado com veículos leves sobre trilhos nos corredores exclusivos. Ainda ampliar as linhas de transporte seletivo – Lotações – criando novas linhas radiais e linhas transversais. Finalmente, para coroar este Sistema Público de Passageiros ter um Cartão Mobilidade que desse acesso dos usuários a todos os modais de transporte, inclusive ao estacionamento rotativo, nossa Área Azul. Pelo visto, há caminhos para o trânsito de Porto Alegre. E muitas ideias para o debate.

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']