Notícias

Opinião

Instrutores e condutores serão corresponsáveis pelas infrações 

O Projeto de Lei 2788/08, do deputado Ratinho Júnior (PSC-PR), pretende controlar a atividade de instrutores e examinadores, por meio da criação do Registro Nacional de Instrutores e Examinadores (Renaiex). Neste Registro haverá informações sobre os instrutores e examinadores de habilitação de trânsito, bem como os dados sobre infrações e pontuações dos motoristas formados e aprovados por eles. O parlamentar argumenta que “com os dados em mãos, as autoridades poderão aplicar, em caso de comprovado desvio de conduta, penalidades que vão desde a simples advertência até o cancelamento da autorização para o exercício da profissão”. Não sei qual é o objetivo deste Projeto de Lei, se é marketing ou se há realmente uma preocupação com a qualidade da formação dos condutores. Para mim, este Projeto está olhando o problema dos acidentes de trânsito sob o ponto de vista das consequências e não das causas. Lanço então algumas reflexões: o que faz com que muitos motoristas sejam imprudentes e negligentes? Será que somente a formação na autoescola poderia resolver estes problemas de comportamento? Como está a qualidade da formação dos instrutores e examinadores? Qual é o órgão que permite que instrutores sejam formados por meio de um curso à distância? Onde estão os órgãos executivos que só fiscalizam as autoescolas no momento da abertura e depois esquecem de fiscalizar a qualidade do ensino? Onde está o Conselho Nacional de Educação e Ministério da Educação que ainda não tomaram ações mais efetivas para que a educação de trânsito seja efetiva nas escolas? A idéia aqui não é passar a mão na cabeça dos instrutores e examinadores, pois assim como em qualquer outra profissão, tem profissionais qualificados e comprometidos e outros que não tem preparo nem vontade de melhorar sua qualificação. Só quero deixar aqui meu protesto de que este Projeto de Lei deveria ser substituído por outro que exigisse uma formação de qualidade dos instrutores e examinadores, um acompanhamento anual ou semestral dos órgãos executivos, com formação continuada, aperfeiçoamento, avaliações de desempenho, etc. Está na hora de levar a sério a qualidade de formação dos futuros condutores e para isto, é necessário investir na qualificação dos instrutores e examinadores e na avaliação constante de desempenho. Aguardo seu comentário.

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *