Notícias

Opinião

Prisão do assassino de jornalista é vitória do bem contra o mal 

A  morte do cinegrafista Santiago Andrade não pode ter sido em vão. A notícia da prisão do assassino Caio Silva, um terrorista urbano integrante de uma organização criminosa, que ameaça perigosamente a paz social, desprovidos dos princípios básicos da educação, da cidadania, do respeito à ordem pública e da convivência democrática, deve servir de divisor de águas para frear a ousadia dos que fazem uso do radicalismo, numa atitude antidemocrática e contra a lei penal. A prisão de Caio Silva é a vitória do bem contra o mal, da justiça contra o crime e contra a banalização da violência e o desrespeito à vida humana, que acabou enlutando e entristecendo familiares e amigos do cinegrafista Santiago Andrade, morto no exercício de sua nobre função.
Irresponsavelmente, os desordeiros do black bloc são apoiados, em suas ações de vandalismo e de perigosa ameaça à incolumidade de terceiros, pelos que visam obter o ganho político, sob o falso manto da proteção aos direitos humanos, Indiretamente também são assassinos de Santiago Andrade. É hora e vez, portanto, de dar um basta na ousadia dos mascarados arruaceiros do Black Bloc, que com os rostos cobertos, utilizando-se covardemente do anonimato, ameaçam o estado de direito. É necessário, pois, na defesa da sociedade, que o endurecimento de penas contra os terroristas urbanos se torne realidade,
Aos inimigos da democracia o rigor da lei, o repúdio da sociedade e o ostracismo do cárcere. Aos integrantes da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, que não mediram esforços,na busca incansável da justiça e do esclarecimento dos fatos, logrando êxito na prisão do assassino, os elogios de toda a sociedade. Sem justiça, respeito à ordem pública e imprensa livre não há democracia.


Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']