Notícias

Ensinando a aprender

Aula teórica remota: veja dicas para o planejamento do instrutor 

Aula teórica remota: veja dicas para o planejamento do instrutor
Foto: Pixabay.com

Veja dicas de como melhorar o processo de ensino-aprendizagem durante a aula teórica remota que está em vigor em todo país.

A aula teórica remota, autorizada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) durante a pandemia, ainda está em vigor em todo país.

Diferente da modalidade EAD, a aula remota acontece em tempo real, com a mesma disciplina, e o mesmo instrutor ou professor da aula presencial. Além disso, a aula segue os mesmos princípios da educação presencial e é possível interagir com o instrutor.

Durante este período, os instrutores tiveram que se adaptar a essa nova realidade, criando estratégias e um novo formato de ministrar a sua aula. O Portal do Trânsito, atento a situação dos Centros de Formação de Condutores (CFCs) trouxe durante o ano de pandemia várias dicas de como melhorar o processo de ensino-aprendizagem durante a aula teórica remota. Como as que você encontra aqui!

Para complementar as informações, hoje traremos algumas sugestões de como desenvolver o conteúdo através de aulas remotas. O conteúdo deve ser o mesmo das aulas presenciais, sendo adaptado para essa nova realidade.

No caso das aulas remotas, a eficiência do ensino envolve não só o preparo teórico dos professores, como também a qualidade da transmissão. Ela está atrelada a fatores que vão desde os equipamentos utilizados até a escolha da plataforma que permita mais interação entre os alunos.

Planejamento

Assim como no ensino presencial, as aulas remotas também precisam ser construídas com base em um plano de aula. A questão é que a interação com os futuros condutores, a forma como eles consomem os conteúdos e as ferramentas disponíveis não são exatamente iguais às encontradas na autoescola.

Portanto, simplesmente aplicar o plano de aula- que você encontra no Manual do Instrutor – pode não ser a melhor alternativa, é importante que o planejamento das aulas seja lido novamente e adaptado, se preciso.

Preparação da aula e uso de ferramentas

Depois de planejar a aula, o passo seguinte é preparar o conteúdo necessário para as aulas on-line. O instrutor de trânsito deve saber que o ambiente virtual é diferente do físico. Nesse sentido, deve aproveitar para explorar diferentes formatos de materiais, como por exemplo, ilustrações, animações, infográficos, podcasts, webinários, livros digitais e muito mais.

É possível aproveitar a recente Semana Nacional de Trânsito e utilizar materiais relacionados ao tema para complementar a aula.

Destaca-se que os conteúdos devem ser objetivos, ou seja, que passem o recado, mas que não sejam maçantes. Dessa forma, os tópicos devem prender a atenção dos alunos – que, como é de conhecimento, na frente de computadores e celulares é facilmente dispersa.

Postura

A prática de sala de aula traz ao instrutor a experiência de como se portar perante os alunos e conduzir a aula de maneira a tirar dúvidas no momento que elas surgem. Contudo, nas aulas remotas o funcionamento é diferente. Sendo assim, é possível realizar pequenos ajustes de oratória e postura.

Uma das dicas para aula teórica remota é falar pausadamente. Falar um pouco mais devagar colabora para que os alunos compreendam o conteúdo sem dificuldades. O timbre de voz também é fundamental, pois se comunicar de maneira segura transmite autoridade sobre o conteúdo que está sendo passado.

Interação com os estudantes

Mesmo nas aulas remotas, é essencial criar momentos de empatia e interação com os alunos. Embora a aula não seja presencial, é preciso que os futuros condutores sintam que o instrutor de trânsito está presente.

Outra dica para aula teórica remota é incentivar momentos de diálogo, debate e perguntas. Além disso, abrir canais de comunicação com os estudantes. Os candidatos precisam sentir-se à vontade para questionar e tirar dúvidas com o instrutor.

Abordagem de temas atuais e atividades contextualizadas

Uma das formas mais eficientes de aprender é exercitar o conhecimento. Trazer questões atuais e criativas ajuda muito no processo de ensino-aprendizagem. Com a utilização de questões, é possível apontar com clareza onde estão as maiores dificuldades dos alunos e quais conteúdos devem ser revisados.

Esse é um dos caminhos mais eficientes para que os futuros condutores possam construir o relacionamento do que foi estudado com a realidade do trânsito.

Feedbacks

O instrutor de trânsito deve conversar com os alunos, entender as suas dificuldades e ajudá-los. Esse é um papel fundamental do profissional. Através de ferramentas, como avaliações e feedbacks, é possível verificar se as estratégias pedagógicas estão realmente funcionando e, se for o caso, ajustar o rumo para que a qualidade de ensino seja garantida.

Busque realizar esse tipo de atividade avaliativa a cada aula. Isso auxiliará os estudantes a fixarem o que aprenderam e o instrutor poderá ter ideia de melhorias para as próximas aulas.

Saiba mais:

Aula remota: o instrutor é obrigado a estar no CFC ou pode ministrar a aula de casa? 


Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']