Notícias

Notícias

Dia Nacional da Paz no Trânsito: como podemos contribuir? 

Dia Nacional da Paz no Trânsito: como podemos contribuir?
Foto: Depositphotos

No dia 21 de abril é comemorado o Dia Nacional da Paz no Trânsito que tem o objetivo de incentivar posturas e atitudes que ajudam na prevenção de acidentes.

Paz no trânsito
Foto: Depositphotos

No dia 21 de abril é comemorado o Dia Nacional da Paz no Trânsito. A data tem o objetivo de lembrar a sociedade brasileira sobre posturas e atitudes que devem ser praticadas diariamente para reduzir o elevado número de acidentes e tornar as ruas mais seguras para todos.

Comportamentos adequados, paciência e bom senso, são quesitos básicos para uma convivência harmônica no trânsito. Percebe-se, porém, que muitos esquecem disso ao assumir seu papel nas ruas seja como condutor de veículo, pedestre ou ciclista.

“Cada pessoa vê, sente, interpreta e se adapta aos acontecimentos do dia a dia de maneira diferente. Isto ocorre em função de diferenças na formação, vivência, cultura e personalidade de cada um.  Por conter todos os tipos possíveis de indivíduos, o que é muito positivo, a sociedade se beneficia da diversidade, que garante inovações e criatividade, fatores que contribuem para que não haja estagnação”, explica Celso Alves Mariano, especialista e diretor do Portal do Trânsito.

Segundo o especialista, no trânsito essa diversidade muitas vezes causa conflitos. “Boas atitudes entre condutores e pedestres têm o poder de promover o respeito e a cidadania. É essencial saber agir corretamente frente às diversas situações do dia a dia no trânsito, reconhecendo e alterando maus hábitos e posturas negativas”, garante Mariano.

Live especial

Ontem em uma Live especial promovida pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) , a deputada federal Christyane Yared (PL-PR) falou sobre o tema.

“Precisamos unir forças para que essas mensagens cheguem a um maior número de pessoas. O que temos compartilhado com a população em geral é a necessidade delas pertencerem a esta causa tão importante e tão digna que realmente salva vidas. A única coisa que muda comportamento de pessoas é a informação, o conhecimento. Temos que fazer com que a educação para o trânsito chegue às escolas e às casas das pessoas. Quando eu tenho conhecimento, eu tenho pertencimento. Se eu tenho pertencimento eu mudo comportamento”, afirma

Diza Gonzaga, presidente da Fundação Thiago Gonzaga e diretora institucional do Detran/RS,  também citou a importância da educação para uma mudança na realidade brasileira do trâsito. “Sem a educação eu ouso dizer que nós vamos daqui a 50 anos estarmos discutindo a carnificina que é o trânsito no Brasil. Temos que começar urgentemente, pois educação não é campanha pontual é processo permanente que deve estar sempre em primeiro lugar, não só para o trânsito, mas para a vida”, conclui.

Comportamentos que propagam a paz no trânsito

Adotar um padrão de comportamento civilizado e aceitar as deficiências das outras pessoas é o primeiro passo para um convívio saudável entre todos os usuários do trânsito. Por isso, um bom cidadão, geralmente, também é um bom motorista, um pedestre consicente ou um ciclista preparado, pois as qualidades são as mesmas.

O Portal do Trânsito lista abaixo algumas qualidades que são capazes de disseminar a paz no trânsito.

Respeito às leis de trânsito

É dever de todo cidadão respeitar as normas estabelecidas. Um cidadão consciente pode questioná-las, mas não desobedecê-las. Geralmente, graves acidentes são precedidos de infrações de trânsito.

Respeito ao direito das outras pessoas

A prática de boas atitudes entre os usuários do trânsito tem o poder de promover o respeito mútuo e a cidadania. A melhor forma de aprender a respeitar os demais é colocar-se no lugar do outro. Dessa forma, o motorista saberá como agir com motociclistas, pedestres, ciclistas e demais atores do trânsito.

Preservação do meio ambiente

O cidadão precisa entender que faz parte do meio ambiente e que algumas atitudes acabam afetando a todos negativamente. Algumas pessoas já se conscientizaram da importância de preservar, de viver sem agredir a natureza. A responsabilidade de preservar o meio ambiente é de todos. Já não é mais admissível que uma pessoa, por irresponsabilidade ou ignorância, agrida o meio ambiente.

Compreensão

Errar é humano. Por esse motivo, um bom cidadão é compreensivo com os erros dos outros, pois também erra. No trânsito é importante saber compreender, manter a calma e não se deixa afetar pelo erro dos outros.

Evita confrontos e comportamentos agressivos

O bate-boca não resolve, porque ninguém mais está escutando. O ideal é não participar de desentendimentos no trânsito. O bom cidadão procura acalmar os ânimos para voltar ao diálogo.

Artigos Recomendados Para Você

1 Comentário

  1. Maio Amarelo 2021: veja exemplos de ações que podem ser desenvolvidas - Portal do Trânsito

    […] cidadão pode participar do Maio Amarelo. Para isso, o Portal do Trânsito lista aqui alguns exemplos de ações que podem […]

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']