Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

A relação do clima com o tráfego rodoviário

Descubra de que forma o estado do tempo impacta o tráfego rodoviário e como se relacionam estes dois conceitos.


Por Redação Publicado 19/12/2023 às 17h59
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Clima e tráfego
Foto de Aleksandr Popov na Unsplash

Para início de conversa parece que estamos falando de duas realidades diferentes, uma associada a clima ou previsão de tempo e outra associada ao volume de automóveis numa determinada via. No entanto, estas duas realidades se cruzam e estão interligadas, uma delas com impacto sobre a outra.

Vamos considerar como exemplo o site Climatempo.com. Se o usuário desejar obter uma previsão do tempo correta, com informações que podem impactar a circulação rodoviária, a consulta à página pode aportar as respostas que procura. Repare que a pressão do ar, a umidade relativa e o vento têm um impacto direto na condução, o que, de forma indireta, impacta a forma de dirigir.

Se precisar viajar para Ponta Grossa, no Paraná, por exemplo, o condutor irá verificar o tráfego rodoviário, assim como a previsão de tempo ponta grossa, para estar devidamente preparado para a viagem.

O impacto do clima no tráfego

Parece bastante óbvio que o clima tem um impacto no tráfego rodoviário. Vejamos alguns exemplos desta interligação.

  • segurança: condições meteorológicas adversas resultam em uma condução defensiva e podem originar, mais facilmente, sinistros rodoviários. Nos casos de neblina ou precipitação elevada, sinistros são mais propícios, o que tem um impacto no tráfego;
  • congestionamento: intempéries e reduzida visibilidade podem levar a um congestionamento nas estradas. É evidente que isso têm impacto no tráfego rodoviário;
  • manutenção: o mau tempo provoca danos nas estradas, o que, por sua vez, faz com que os condutores sejam mais cuidadosos. A reduzida velocidade motivada pela precariedade da estrada, levam a um maior ou menor tráfego rodoviário;
  • performance: o clima influencia o desempenho da viatura. Ondas de muito calor ou frio na estrada impactam a performance do motor e dos pneus. Isso acaba por influenciar o tráfego rodoviário.
  • planejamento: as condições climáticas impactam a viagem. Por isso, ao planejar uma rota, o condutor leva em conta as previsões de tempo. De uma forma indireta, isso irá impactar o tráfego rodoviário.
  • monitoramento: os sistema de tráfego inteligentes têm em conta as condições de tempo, de forma a otimizar os fluxos rodoviários e, portanto, o tráfego.

Estes são apenas alguns dos itens que comprovam a interligação entre condições climáticas bem como tráfego rodoviário. Poderíamos ainda falar dos gases do efeito estufa ou do planejamento de infraestruturas.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *