Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

16 de julho de 2024

Caixa preta em carros revela motivos de acidentes de trânsito


Por Mariana Czerwonka Publicado 24/08/2011 às 03h00 Atualizado 10/11/2022 às 18h48
Ouvir: 00:00

A velocidade é uma das principais causas de acidentes rodoviários em todo o mundo, de acordo com o Relatório das Nações Unidas. O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de acidentes causados pelo excesso de velocidade, seguido de São Paulo e Brasília. Para diagnosticar os reais motivos de um acidente chega ao Brasil, o CARPA, da Hikor, conhecido popularmente como caixa preta automotiva.

O aparelho grava diversas informações sobre o veículo, como velocidade, hora, local, percurso e nível de impacto, além de imagens frontal e interna e áudio do interior do veículo. Transportadoras, locadora de veículos, seguradoras, empresas de segurança privada, taxistas, frotistas e transporte público poderão também utilizar o aparelho para acompanhar o trabalho dos motoristas, evitando excessos de velocidade, por exemplo. “Dessa forma, em casos de acidentes fica gravado tudo que aconteceu durante o trajeto”, ressalta Rubens Branchini Martins, que comercializa o produto a partir de hoje com exclusividade no Brasil.

Todo arquivo gravado poderá ser visualizado no computador, através de um software exclusivo que acompanha o produto. As imagens das duas câmeras gravam o interior do automóvel e a imagem frontal. Todo áudio das conversas no interior do veículo também poderãopoderá ser acessadasacessado posteriormente. O percurso poderá ser conferido via Google Maps, com informações do trajeto, velocidade, data, hora e nível de impacto. Três sensores de desnível e impacto são acoplados no veículo gravando as anormalidades como buracos, colisões e desníveis.

Fonte: Segs

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *