Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

23 de julho de 2024

Campanha chocante estimula tolerância no trânsito


Por Mariana Czerwonka Publicado 09/01/2014 às 02h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h21
Ouvir: 00:00

Campanha na Nova ZelândiaO filme intitulado “Mistakes” (“Erros”) congela a cena de um acidente e permite com que os motoristas discutam sobre o que levou ambos ao inevitável

A secretaria de transportes da Nova Zelândia lançou uma campanha de conscientização no trânsito que tem chamado atenção pela criatividade e pelo impacto da mensagem transmitida. O filme intitulado “Mistakes” (“Erros”) congela a cena de um acidente e permite que os motoristas discutam sobre o que levou ambos ao inevitável.

De acordo com a secretaria, a nova campanha tem como objetivo fazer com que as pessoas repensem a velocidade com que dirigem. “Mesmo que dirija bem, os motoristas precisam lembrar que são passíveis ao erro – afinal, somos todos humanos. Nós podemos aprender com as nossas falhas, mas não no volante – a estrada é uma exceção. Lá, até os menores erros podem custar a nossa vida ou a dos outros”, diz nota da secretaria.

No enredo, um dos motoristas avança para a rodovia e não vê que outro carro vem em alta velocidade. Os dois veículos se encaminham para uma colisão quando a imagem é congelada. Os motoristas descem e conversam sobre o que está prestes a acontecer. O que avançou pede desculpas e diz que cometeu um pequeno erro. O outro diz que não terá como parar, porque está muito rápido. O primeiro tenta, então, argumentar, dizendo que está com o filho no banco de trás. O outro homem diz, porém, que não será possível parar, não haverá tempo. O fim, veja no vídeo abaixo (em inglês):

 

Fonte: Administradores.com

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *