Notícias

Notícias

Carros velhos podem ser transformados em novos produtos 

Os carros abandonados, velhos ou batidos são fontes incríveis de materiais recicláveis, mas muitas vezes acabam em verdadeiros em “cemitérios” de automóveis. No Brasil, apenas 1,5% dos veículos voltam à cadeia produtiva. Com isso, perdem-se vidros, borrachas, plástico, tecidos e principalmente metais que poderiam dar origem a outros carros ou produtos diferentes do material original, além de o meio ambiente ser prejudicado.

“Até 93% do material que compõe um carro pode ser reciclado”, garantiu Thomas Buechel, proprietário da Reciclagem Rockaway, de Nova Jersey (EUA), ao site Earth911. Os norte-americanos reaproveitam e reciclam 95% de todos os veículos que um dia estiveram circulando nas suas estradas, de acordo com a Aliança de Fabricantes de Automóveis.

O presidente do Sindinesfra (Sindicato do Comércio Atacadista de Sucata Ferrosa e Não Ferrosa do Estado de São Paulo), que representa as empresas do ramo, Valentin Aparicio Esmilla, é ainda mais otimista com relação às finalidades dos veículos: “95% do carro são recicláveis”, declarou ao site Car and Drive.

Por essas razões, o EcoD listou seis possibilidades de reciclagem de automóveis:

Nova lataria

As partes externas compostas de um carro podem ser recicladas por várias vezes e reutilizadas em veículos com danos, amassados, repondo parte de um carro que sofreu amasso.

Bicicletas

Mas em alguns casos, a lataria origina até outros veículos. Como é o caso da Bicycled, uma bicicleta cujo quadro é feito de metal reciclado de carros. O selim é proveniente do couro dos assentos dos veículos, enquanto que o pisca traseiro reaproveita as luzes de seta. A correia dentada do motor do carro foi utilizada como corrente da bicicleta e as maçanetas das portas viraram blocagens de quick-release de canote de selim.

Novos motores

Os fluidos com os anticongelantes, óleo, gás freon e da unidade de ar condicionado podem ser reutilizados ou reciclados em carros que estão com problemas nesses itens. O próprio ácido da bateria e o chumbo também podem dar origem a novas baterias.

Pavimentos

Cerca de 110 produtos podem ser feitos a partir da reciclagem de pneus. Nos Estados Unidos, um dos fins mais comuns para esses resíduos é a própria estrada por onde um dia estes pneus rodaram. Algumas das utilizações mais comuns incluem a cobertura de asfalto com borracha, que é usado na construção de estradas. Aqui no Brasil, o grupo EcoRodovias utiliza o asfalto-borracha nas rodovias sob sua concessão, por meio da reciclagem. A cada ano, 12 milhões de pneus sucateados são moídos e usados em rodovias, segundo a EPA.

Copos, bancos e concreto

Os vidros do carro podem dar origem a fibras para a composição de novos assentos ou até para serem usadas em concreto de construção. Na Colômbia, vidros de para-brisa foram utilizados na produção de para-brisas pelo estúdio de design Uncommon Goods.

Filtro de ar e ventilador de motor

Os tapetes velhos de um carro, por exemplo, podem ser transformados em peças novas de automóveis, como o filtro de ar e de ventilador do motor.

Fonte: Ibahia

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']