Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

15 de julho de 2024

Conduzir veículo com cor ou característica alterada não somará mais pontos na CNH


Por Pauline Machado Publicado 20/05/2021 às 11h12 Atualizado 08/11/2022 às 21h29
Ouvir: 00:00

Para entendermos como se aplica na prática a nova lei de trânsito, conversamos com o advogado especialista em trânsito, Carlos Crepaldi Junior.

Característica alteradaFoto: Arquivo Tecnodata.

Desde o último dia 12 de abril, quando entrou em vigor a Lei  14.071/20, algumas infrações de trânsito continuaram gerando multas, mas não somam mais pontos na Carteira Nacional de Habitação (CNH).

Dentre elas, está a do Art. 230, incisos VII, conduzir veículo com cor ou característica alterada.

Para entendermos como se aplica na prática a nova legislação de trânsito, conversamos com o advogado especialista em trânsito, Carlos Crepaldi Junior.

Acompanhe!

Portal do Trânsito – Por favor, nos explique em breves palavras, o que dizia a legislação anterior sobre conduzir veículo com cor ou característica alterada.

Carlos Crepaldi Junior – A legislação anterior estabelecia que a infração de dirigir veículo com cor ou característica alterada era de natureza grave, com atribuição de pontuação no prontuário do infrator, além da penalidade de multa e medida administrativa.

Portal do Trânsito – O que muda, neste sentido, com a nova lei de trânsito?

Carlos Crepaldi Junior – Antes da vigência da Lei 14.071/20, essa infração (conduzir o veículo com cor ou característica alterada), além de multa e medida administrativa, também somava respectiva pontuação ao prontuário da CNH do infrator.

Com a vigência da Lei 14.071/20, a infração deixou de somar pontos no prontuário dos infratores, pois foi abrangida pela exceção do inciso II do § 4º do artigo 259 do CTB.

Portal do Trânsito – Quais são as consequências de tais alterações para a segurança no trânsito?

Carlos Crepaldi Junior – A alteração na forma de pontuação das respectivas infrações podem gerar consequências e aumentar a insegurança no trânsito.

A infração de conduzir veículo com cor ou característica alterada deixar de atribuir pontuação pode incentivar a prática de alterações nas características sem autorização legal, sendo que algumas certamente geram um risco para o trânsito.

Portal do Trânsito – Quais são os impactos positivos dessas mudanças para a segurança no trânsito?

Carlos Crepaldi Junior – Não vislumbro impactos positivos na alteração dessas infrações para a segurança no trânsito.

Portal do Trânsito – E quais são os pontos de atenção relacionados às respectivas alterações na legislação?

Carlos Crepaldi Junior – Foram várias alterações e muitas impactam diretamente a vida dos condutores. Dessa forma, é prudente que se atualizem. Por exemplo, houve alteração em gravidade de infração, infrações que deixaram de pontuar, infrações que são relativizadas (ex. uso de faróis baixos durante o dia). Enfim, é prudente que se atualizem.

Para saber tudo que mudou, clique aqui.

 

 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *