Notícias

Notícias

Desgaste da suspensão pode comprometer volta das férias 

Desgaste da suspensão pode comprometer volta das férias

Desgaste da suspensãoFreio acionado repetidas vezes sobrecarrega pneus, molas e amortecedores

Problemas causados pelo trânsito intenso podem aparecer no retorno de férias. O desgaste de diversos componentes da suspensão é, em grande parte, acelerado pelo congestionamento nos grandes centros urbanos. Embora o carro ande em baixa velocidade, o movimento gerado pelas constantes frenagens podem prejudicar itens de segurança, como os amortecedores. O alerta é da Monroe, líder mundial no desenvolvimento e fabricação de amortecedores.
O coordenador de Treinamento Técnico da Monroe, Juliano Caretta, explica que se as peças da suspensão apresentarem sinais de degaste, o tráfego intenso pode potencializar o problema. “A ação de frenagem provoca a transferência de peso, sobrecarregando freios, pneus, molas, amortecedores, e outros componentes da suspensão”.
O amortecedor é um dos principais itens de segurança veicular. Desgastado ou em más condições, oferece riscos de acidentes. A peça controla a movimentação das molas da suspensão e mantém os pneus em contato permanente com o solo, proporcionando estabilidade, segurança, conforto e boa dirigibilidade.
“Se os amortecedores não estiverem em bom estado, o tráfego intenso aumentará consideravelmente o desgaste prematuro de vários componentes do veículo e, consequentemente, elevará o risco de acidentes”, esclarece Juliano.
Revisão
A recomendação da Monroe é realizar a revisão dos amortecedores e das demais peças do sistema no máximo a cada 10.000 quilômetros, quando perceber qualquer problema na suspensão ou, ainda, conforme especificações do fabricante. Se for constatado defeito, a substituição deverá ser providenciada imediatamente.
“É importante salientar que o período de troca pode variar de acordo com as condições de uso do automóvel. Veículos que trafegam em estradas bem pavimentadas tendem a apresentar menor desgaste do que os que circulam por pistas irregulares. Ou seja, a vida útil dos componentes está diretamente ligada às condições de uso do carro”, enfatiza o coordenador.
Vale ressaltar que amortecedores recondicionados ou remanufaturados também oferecem riscos de acidentes, pois são peças reaproveitadas e com tempo excessivo de uso. Em casos de dúvidas para revisão ou substituição, o serviço de relacionamento com o cliente Monroe Resolve – 0800 166 004 – indica as revendas credenciadas, assegurando a qualidade do atendimento e a procedência do produtos.
Com informações da Assessoria de Imprensa


Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']