Notícias

Notícias

Dicas: Como tornar a viagem mais segura no feriadão 

O aumento do tráfego durante um feriado prolongado eleva também os riscos de acidentes nas estradas. Para quem vai dirigir, a gerente operacional da Concessionária Rota 116 S/A, que administra a RJ 116 entre Itaboraí e Macuco, Sílvia Emerick, preparou algumas dicas para que a viagem ocorra em segurança e sem transtornos.

Revisão do Veículo

Checar se os pneus estão em bom estado. “Calibre com o volume de ar adequado ao seu carro, conforme manual de instruções do veículo. Avaliar a condição do estepe também é essencial. Nunca se sabe onde estará o borracheiro mais próximo, por isso, observar o desgaste do pneu reserva e verificar se está em boas condições de uso é muito importante”, alerta Sílvia Emerick.

Averiguar o nível do óleo e se há vazamentos no motor é essencial. A falta de óleo pode provocar até a fundição do motor. Sílvia Emerick orienta que, caso o vencimento do óleo ocorra durante a viagem, a troca deve ser efetuada antes da partida. Mesmo com o avanço tecnológico, a bateria ainda pode representar uma fonte de problemas. “O motorista deve abrir o capô e conferir se os pólos da bateria não estão oxidados, no caso das seladas. Os modelos que devem ser completados com água destilada têm que estar com o nível correto”, orienta.

Antes de viajar, o motorista também deve acender todas as luzes do veículo, para verificar se estão funcionando corretamente. “Se a luz do freio não acender, o risco de um acidente grave é imenso. Um pisca – alerta que não possa ser acionado também compromete a segurança dos passageiros”, observa.

Sílvia Emerick frisa que pegar a estrada sem checar os freios é um ato de extrema imprudência. “Esse item deve ser checado constantemente. Os discos, tambores, lonas e pastilhas devem estar em perfeito estado. Em caso de dúvidas, o melhor é levar o carro a um mecânico de segurança.” Outra orientação é procurar o mecânico e conferir se as molas e amortecedores, batentes, pivôs e tuchos estão em boas condições. “Barulhos estranhos podem ser indicação de problemas na suspensão”, explica.

Na estrada

Todos os ocupantes do veículo devem usar cinto de segurança, até aqueles que estão no banco traseiro. Observar se o equipamento está adequado para a proteção de crianças e não posicionado na altura do pescoço. “O impacto pode causar um enforcamento. Se for necessário, coloque a criança sentada sobre uma almofada, para que ela ganhe altura. As crianças pequenas devem ser transportadas nas cadeirinhas, mas elas devem oferecer proteção à nuca”, orienta.

Em caso de animais na pista, Sílvia Emerick avisa que o principal erro é buzinar ou sinalizar com os faróis. “Reduza a velocidade para não assustar o animal e avise a alguma autoridade policial.” Antes de pisar no freio, Sílvia Emerick alerta que o motorista observe pelo retrovisor se não há nenhum caminhão próximo a sua traseira. “O tempo de frenagem deles é maior, o que pode causa acidente. Manter a distância entre os veículos evita acidentes. Nunca freie no meio de uma ultrapassagem. Essa manobra só deve ser realizada pelo lado esquerdo e o motorista deve ter ampla visão da estrada. Acionar a seta para indicar a intenção de ultrapassar também é questão de segurança.”

Em caso de chuva, o motorista deve redobrar a atenção. “Se o carro deslizar em alguma poça d’água, não se deve frear e nem pisar na embreagem, apenas solte o acelerador até que as rodas adquiram contato com o piso. Se o veículo rodar, é importante manter a calma e segurar o volante com firmeza para recuperar o controle.”, finaliza.


Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']