Notícias

Notícias

Dicas para ter um carnaval sem imprevistos no trânsito 

Dicas para ter um carnaval sem imprevistos no trânsito
O número, referente a reembolso de despesas hospitalares, invalidez permanente e morte, é 15% inferior ao mesmo período de 2014.

Desde sexta-feira (08) muitos amazonenses começaram a pegar a estrada para curtir o feriadão de Carnaval. Mas seja viajando para outros municípios ou ficando no trânsito da cidade, é necessário redobrar a atenção em relação à segurança, checar itens básicos de manutenção e se preparar para dias de chuva, bem comuns nessa época do ano em Manaus.

Com o grande número de viagens, donos de carros se preocupam com a tranquilidade durante o trajeto e a estada em outra cidade. Por estarem em um ambiente diferente, é normal os motoristas desconhecerem quais os locais mais visados por ladrões de carros, e muitas vezes colocam o veículo em risco sem saber. “Até mesmo uma abordagem em um semáforo, por exemplo, acaba sendo facilitada, pois normalmente o motorista está concentrado no caminho que precisa fazer e descuida da atenção ao redor”, explica Valdemar Penna, que trabalha há mais de 30 anos na área de segurança veicular e é diretor da LocatorOne, empresa especializada em bloqueadores e rastreadores.

Atenção redobrada

Além de redobrar a atenção quanto a esses pontos, optar por equipamentos de segurança é uma boa alternativa para os motoristas garantirem os dias de festa sem incomodação. “O investimento em pesquisa e avanços tecnológicos de itens que aumentam a proteção do carro é constante, pois as empresas têm que estar sempre um passo a frente dos ladrões”, explica Valdemar. Alarmes inteligentes, que ligam para o celular do dono do carro em caso de furto, rastreadores e bloqueadores de última geração já estão disponíveis no mercado a preços cada vez mais acessíveis.

Se for viajar de carro:

– Ao viajar, procure pesquisar com quem mora na cidade quais os locais mais seguros para estacionar o carro.

– Pesquise o caminho antes de sair de casa, para manter-se atento durante o trajeto.

– Evite deixar objetos dentro do veículo que possam chamar a atenção de assaltantes.

– Invista em itens de segurança que facilitem a recuperação do carro em caso de roubo.

– Ao estacionar, procure sair o mais rapidamente do veículo, mas cheque antes se há alguém suspeito ao redor.

– O mesmo vale para a saída. Encontre sua chave antes de chegar ao veículo e arranque o quanto antes.

– Evite ficar parado em semáforos. Ao avistar o sinal fechado, diminua a marcha e prolongue a chegada ao cruzamento.

Situação do veículo

– Check-up: Leve seu veículo até uma loja especializada e confira o perfeito funcionamento dos sistemas de freios, suspensão, injeção eletrônica, carga de bateria, faróis e lanternas, palhetas dos limpadores.

– Diante de um imprevisto, como um pneu furado, pane ou acidente, ligue o pisca alerta, coloque o triângulo de segurança a pelo menos 30 metros da traseira do veículo e, se possível, evite parar em curvas ou logo após a ela, ou em qualquer local que seja difícil ver o veículo parado.

– Nunca beba antes de dirigir. Além de ser proibido por lei, diminui consideravelmente os reflexos e a capacidade do motorista de tomar decisões.

Na chuva

– Em caso de chuva, diminua a velocidade, acenda os faróis baixo mesmo de dia e aumente a distância para o carro da frente, já que a frenagem fica prejudicada nessas condições. No caso de aquaplanagem, tire o pé do acelerador e não pise nos freios até que os pneus voltem a entrar em contato com a pista.

– Mantenha distância. Em geral, é necessária uma distância maior para frear em superfícies molhadas e escorregadias, por isso é importante não ficar muito próximo dos veículos à frente. Certifique-se também de que os faróis, luzes traseiras, luzes de freio e pisca-piscas do veículo estejam funcionado bem.

– Não se esqueça dos sapatos. Da mesma forma que os pneus servem fora do carro para aderir à superfície da estrada durante condições de clima chuvoso, a aderência do calçado dentro do carro também é importante. Cuidado com tapetes molhados ou solas úmidas de sapato ou bota, pois isso pode fazer com que os pés do motorista escorreguem sobre pedais.

Fonte: A crítica

Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']