Trending News

Notícias

Mobilidade

Dispositivos de rastreamento de veículos: tecnologia a favor de um trânsito mais seguro e com um custo baixo 

Dispositivos de rastreamento de veículos: tecnologia a favor de um trânsito mais seguro e com um custo baixo
Foto: Pixabay.com

Dispositivos de rastreamento de veículos podem se mostrar uma ferramenta bastante útil. Leia a reportagem de Pauline Machado.

Rastreadores
Foto: Pixabay.com

Em um país como o Brasil, em que notícias de assalto a automóveis são cada vez mais frequentes, um dispositivo de rastreamento de veículos pode se mostrar uma ferramenta bastante útil. Alguns aparelhos são extremamente inteligentes e oferecem funcionalidades como notificações de velocidade, bloqueio à distância e, ainda, botão de pânico.

Utilidade além da geolocalização

Mais que possibilitar acompanhar pelo computador ou smartphone a localização do carro em tempo real 24 horas por dia e acessar as funcionalidades acima, os dispositivos de rastreamento têm se tornado uma tendência mundo afora por serem úteis, também, tanto para aqueles que buscam proteger seu patrimônio, quanto para os profissionais que ganham a vida administrando toda uma frota de veículos.

Foto Frederico
Frederico Menegatti, CEO e fundador da Getrak. Foto: Arquivo Pessoal.

De uma maneira geral, os veículos rastreados conseguem um nível de eficiência muito superior aos veículos não rastreados, explica Frederico Menegatti, CEO e fundador da Getrak, provedora de tecnologia para rastreamento. “Na logística é possível estabelecer rotas mais eficientes, acompanhar e gerenciar estas rotas em tempo real. No caso da telemetria, vários aspectos mecânicos do veículo, e até mesmo o motorista e o seu jeito de conduzir o veículo, são monitorados em tempo real”, detalha.

Estas informações, segundo ele, alimentam um banco de dados que processa essa informação gerando maior controle e eficiência do item rastreado, bem como o acompanhamento de performance e segurança do motorista e da carga.

“No caso dos veículos e cargas furtadas ou roubadas, o rastreamento age de forma pró-ativa e reativa para recuperação dos itens roubados e furtados”, acrescenta. Sabemos, no entanto que, nesses tempos de pandemia, o desvio de cargas cresceu significativamente. Isso se deve, de acordo com especialistas, ao fato de que os criminosos também evoluíram em tecnologia, dispondo de equipamentos bloqueadores que inibem a transmissão dos sinais emitidos pelos rastreadores instalados nos veículos e nas cargas, interrompendo o monitoramento e impedindo ou dificultando sua localização.

Incentivos para um trânsito mais seguro

Com a evolução dos dispositivos e plataformas de rastreamento, é possível ter toda uma inteligência embarcada nos veículos em tempo real e por um custo baixo. De acordo com Menegatti, além destes dispositivos monitorarem 24 horas por dia, sete dias por semana, tudo o que acontece no veículo, possibilita estabelecer regras inteligentes baseadas na forma de condução, unidas com informações de geolocalização e informações offline.

“É possível, por exemplo, gerar um alerta em uma central ou até mesmo dentro do carro, nas situações em que a condução do veículo esteja sendo feita com velocidade acima de 80 km/h em um dia de chuva em uma via específica”, exemplifica.

Neste quesito, é possível fazer uso da tecnologia de rastreamento para incentivar e contribuir para um trânsito mais seguro e com custo mais baixo, evidencia o executivo. “Hoje, vários dispositivos de telemetria como rastreadores, celulares, e até mesmo câmeras de trânsito, captam informações de andamento, em tempo real, de como está o trânsito. Estas informações geram mapas interativos que apontam rotas dinâmicas, auxiliando motoristas a chegarem mais rápido e de forma mais segura a seus destinos”, acrescenta.

É grande o número de empresas que fornecem equipamentos e serviços de rastreamento.

As funcionalidades e preços também variam bastante. A maioria dos rastreadores atualmente instalados serve somente para localizar o veículo, depois que o proprietário ou condutor notifica que este foi furtado ou roubado, não tendo maiores funções durante o uso normal. Algumas seguradoras propõem ao cliente a instalação de rastreador, em troca de descontos no valor do seguro, visto que o risco, em tese, é menor, devido à maior probabilidade de encontrar e recuperar um veículo rastreado.

Outra funcionalidade dos rastreadores, que está crescendo no Brasil, mas já é bastante utilizada em outros países, é na antecipação das informações de um possível evento de risco. Quando o veículo é utilizado rotineiramente em um trajeto ou perímetro conhecido e delimitado, seu condutor pode desejar que uma pessoa seja autorizada a receber um sinal de alerta, pelo celular, caso o veículo ultrapasse estes limites. Nesse caso, o familiar ou pessoa autorizada é notificado imediatamente de que algo fora do comum pode estar acontecendo. Assim, ele pode tomar as providências cabíveis, que tendem a ser bastante efetivas, devido à rapidez deste encadeamento.

Por fim, vale citar que tais tecnologias nem sempre estão a serviço da segurança. Cresce o comércio de mini-rastreadores que podem facilmente ser acoplados a qualquer veículo, sem necessidade de qualquer instalação. Este tipo de rastreador é programado para enviar um sinal de localização para um determinado celular. Dessa forma, permite a localização ou identificação do percurso percorrido pelo veículo. O rastreamento nessas condições, feito sem a autorização nem o conhecimento de quem está sendo monitorado é, obviamente, ilegal.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *