Notícias

Notícias

Especialista lamenta decisão de adiar exigência de airbag e ABS 

Obrigatoriedade de ABS e airbag

Medida é criticada por não colocar a segurança como prioridade

Preocupado com questões econômicas, o governo deve adiar em dois anos a exigência de itens de segurança como airbag e freios ABS em todos os automóveis fabricados no Brasil.

A medida é lamentada por especialistas em trânsito, como o consultor do Portal e diretor do Instituto Prevenir Celso Alves Mariano. “Essa decisão é uma lástima. Coloca-nos na contramão das propostas sugeridas pela ONU através da Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito e já assumidas pelo nosso país. Airbag e freios ABS são tecnologias consagradas que salvam vidas. A segurança viária não pode ficar em segundo plano”, avalia.

A justificativa dada pelo Ministro da Fazenda Guido Mantega é que, com a retomada do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI), as duas decisões convergiriam, causando um aumento significativo nos preços dos veículos — algo entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil.

“Os recentes testes de impacto realizados no Brasil já mostraram que os veículos produzidos para rodar em vias brasileiras deixam muito a desejar no quesito segurança, se comparados com os que rodam lá fora. Essa medida só confirma o nosso atraso em relação aos países desenvolvidos, onde a segurança vem antes das questões econômicas”, conclui Mariano.

Este adiamento pode dar sobrevida a modelos que teriam de sair de linha por não atender as novas exigências, como a Kombi, da Volkswagen, e o Uno, da Fiat.


Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']