Notícias

Notícias

Estresse no trânsito pode gerar doenças 

Morar perto do trabalho significa qualidade de vida, mas a maioria dos paulistanos enfrenta os congestionamentos diários para se deslocar na Grande São Paulo. O estresse provocado pelo tempo em que a pessoa fica parada no trânsito pode gerar doenças físicas e emocionais. As vias mais congestionadas na capital paulista pela manhã são o corredor Norte-Sul, onde a velocidade média é de 9,2 km/h, as avenidas Braz Leme, Rudge e Rio Branco com média de 11,3 km/h e em terceiro lugar ficam a Avenida Vereador José Diniz e a Avenida Ibirapuera, na Zona Sul, cuja velocidade média é de 11,4 k/h. O cardiologista Carlos Alberto Pastore afirma que, além da tensão física sofrida pelo corpo por ficar parado muito tempo, o trânsito ruim afeta emocionalmente o motorista. “É uma adrenalina e isso eleva a pressão arterial e a frequência cardíaca.” Para aliviar a tensão, o médico diz que um bom recurso é ouvir música e evitar o enfrentamento. Outra recomendação é tentar sair mais cedo para evitar os picos do trânsito e fazer o percurso com mais tranquilidade. Fonte: Globo.com

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']