Notícias

Notícias

Novos radares de Curitiba não multam por cálculo de velocidade média 

Novos radares de Curitiba não multam por cálculo de velocidade média

Mensagem que circula no WhatsApp diz que os novos radares de velocidade multariam por cálculo da velocidade média. Não repasse, é fake news!

Sempre que há alguma alteração na legislação ou fiscalização de trânsito, o que por si só já causa certa confusão, alguns cidadãos se aproveitam e começam a compartilhar as famosas fake news.

A falsa informação, desta vez, refere-se a fiscalização por radares em Curitiba.

Novos radares
Foto: Divulgação Prefeitura.

A mensagem utiliza uma imagem real da prefeitura, que divulga a informação da implantação de um novo radar de velocidade, mas acrescenta dados inverídicos.

O texto que está sendo compartilhado nas redes sociais, como você vê na imagem ao lado, diz que o novo radar será o primeiro com controle de velocidade média de Curitiba.

Para averiguar o fato, o Portal do Trânsito entrou em contato com a Prefeitura de Curitiba, que esclareceu que a informação não procede. “Os equipamentos de fiscalização eletrônica possuem a tecnologia para para o cálculo da velocidade média dos motoristas. Mas não há autuação. Para essa utilização seria necessário uma regulamentação federal, o que até o momento não existe”, explica a Prefeitura.

 

Ainda segundo o órgão, todos os locais com fiscalização eletrônica estão  devidamente sinalizados, com placas, semi-pórticos e legendas no pavimento (no mínimo 100 metros antes do radar), seguindo padrões da legislação federal.

 “Além disso, todos os novos radares sã avisados à população com antecedência pelo Twitter da Setran (@TransitoSetran) e indicação de data a partir da qual passarão a fiscalizar”, conclui.

O cidadão pode conferir a lista completa e atualizada dos radares em funcionamento na cidade no site da Setran: https://transito.curitiba.pr.gov.br/fiscalizacaoeletronica.

Dicas para não cair em fake news

Sempre que receber esse tipo de mensagem é necessário verificar a informação em sites confiáveis. Outra dica é ficar atento aos erros ortográficos, pois geralmente as mensagens falsas contêm erros de português e de digitação.

Veja cinco dicas da Plataforma Brasil do Amanhã para não cair em fake news:

1) Sempre verifique as fontes da informação – organizações ou pessoas das quais você nunca ouviu falar aparecem na matéria, mas não resistem a uma pesquisa no Google? Mau sinal.

2) Cheque as datas: notícia tem data de validade – o mundo muda muito rápido e uma notícia pode ter sido verdade – há dez anos atrás. Ou seja, não se deixe enganar por matérias muito antigas.

3) Desconfie de posicionamentos radicais – notícias verdadeiras trazem pelo menos dois pontos de vista. No Jornalismo, isso é conhecido como acesso ao contraditório. Além disso, Fake News costumam mostrar apenas um lado da questão, sem ouvir o outro.

4) Se outros meios de comunicação não deram a mesma informação, ela pode ser falsa – hoje, dificilmente um veículo consegue reter uma notícia como exclusiva por muito tempo. Por exemplo, se o conteúdo estiver em apenas um lugar, desconfie.

5) Leia a matéria completa, e não apenas o título – a Internet é um manancial infinito de informações, enquanto atenção é artigo raro. Por isso, certos editores usam chamadas sensacionalistas ou parciais, que tendem a atrair mais os olhos dos leitores, e que não necessariamente refletem o teor da matéria. Por isso, sempre leia a reportagem completa.

Artigos Recomendados Para Você

2 Comentários

  1. ligeirinhopr

    Os órgãos competentes, nunca estão preocupados em fazer campanhas educativas para melhorar o nosso já complicado trânsito e sim criando meios para penalizar os condutores. Esses conflitos nunca irão atingir melhorias. Pois sem planejamento e investimentos em educação será sempre nessas situações. Esses meios de captar, só tem uma intenção arrecadar. O que acho contrário dos órgãos que foram criados para dar sustentação e segurança viárias.

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']