Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de julho de 2024

Falta de sinalização é responsável por 10% dos acidentes de trânsito


Por Mariana Czerwonka Publicado 22/05/2013 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h39
Ouvir: 00:00

Em alguns cruzamentos faltam placas de parada obrigatória. ‘Investimentos não acompanharam o crescimento’, diz especialista

A sinalização serve para orientar e dar fluidez ao trânsito, a falta dela costuma provocar acidentes. Em Teresina, no Piauí, 10% dos acidentes são causadas pela falta dessa orientação. Pedestres e motoristas reclamam de falta de segurança nas vias.

Para quem utiliza o trânsito não resta dúvidas que as placas de sinalização são de grande importância, mas o problema é que elas estão em falta na cidade. No cruzamento das Area Leão com Campo Sales, no Centro da cidade a placa de parada obrigatória não existe e o motorista fica sem saber o que fazer.

A situação piora por conta de uma placa de divulgação de uma clinica odontológica atrapalha a visão de quem está dirigindo. Já quem é pedestre se queixa da falta de faixa. A dona de casa Aparecida Santos, passou cerca de 20 minutos para atravessara avenida Frei Serafim. “Os motoristas não dos oportunidade pra nós atravessarmos a avenida. Além disso não tem uma faixa para facilitar a nossa vida no trânsito”, disse.

E quando se encontra um faixa de pedestre como no cruzamento das avenidas Jokey Clube com Nossa Senhora de Fátima, na Zona Leste de Teresina, é quase apagada.

De acordo com a Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran), em Teresina no mês de Abril de 2011 foram registrados uma média de três acidentes por dia. No mesmo mês deste ano este número subiu para 11e, a falta de sinalização é responsável por 10% do total de acidentes.

Atualmente, Teresina possui uma frota de 347.930 veículos. Para o especialista o Antonio Leitão, investimentos em trânsito não acompanharam o crescimento. “Nós estamos tendo centros comerciais se desenvolvendo ou algum órgão que gere um volume de trânsito maior e tem que haver uma gestão melhor na região afetada”, revelou.

Segundo o comandante da Ciptran, Major Adrianno Lucena, em casos de falta de sinalização quem utiliza o trânsito deve ter a atenção redobrada. “Muito mais do que a ausência da sinalização é preciso estabelecer a prudência do motorista, guiando seu veículo seguindo o código”, afirmou.

A assessoria de comunicação da Strans comunicou que até o fim deste mês serão implantadas novas placas de sinalização nos cruzamentos de maior movimentação da cidade.

Fonte: G1 Notícias

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *