Notícias

Notícias

Férias: é permitido dirigir de chinelo? E sem camisa? Veja o que pode e o que é infração de trânsito 

Férias: é permitido dirigir de chinelo? E sem camisa? Veja o que pode e o que é infração de trânsito

Mesmo nos dias mais quentes, é possível ter um maior conforto térmico sem abrir mão da segurança.

Resumo da notícia

  • As bermudas, vestidos, chinelos e sandálias de salto compõem o traje quase perfeito para os dias de verão.
  • Para dirigir, porém, algumas regras devem ser seguidas.
  • O Portal do Trânsito explica o que pode e o que não pode nesses casos.

Foto: Depositphotos.

O verão chegou e com ele chegam também algumas dúvidas sobre como dirigir nessa época do ano. Apesar de estarmos vivendo um ano atípico, onde muitos cidadãos estão mantendo o isolamento social, vários precisam dirigir nos dias mais quentes. Mesmo nessas horas, é possível ter um maior conforto térmico sem abrir mão da segurança.

O Portal do Trânsito explica o que pode e o que não pode nesses casos.

As bermudas, vestidos, chinelos e sandálias de salto compõem o traje quase perfeito para os dias de verão, porém, para dirigir algumas regras devem ser seguidas.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é proibido o uso de calçados que não se firmem nos pés ou que comprometam a utilização dos pedais do automóvel. A atitude é considerada uma infração média, com multa no valor de R$ 130,16 e acréscimo de quatro pontos na CNH.

A dica, nesse caso, é utilizar o calçado adequado para evitar multas e até acidentes.

“O ato de dirigir exige atenção, cuidado e preparação. Antes de sair de casa, o condutor deve verificar se está com o calçado apropriado para a condução do veículo.”, explica Celso Alves Mariano, especialista e diretor do Portal do Trânsito

Veja, na lista abaixo, o que é permitido e o que é proibido em relação aos trajes para dirigir.

Permitido:

  • Tênis

O calçado ideal para dirigir, pois não escorrega, fixa-se bem aos pés e é confortável.

  • Sapatilhas

Assim como o tênis, as sapatilhas também oferecem conforto e são totalmente adequadas ao ato de dirigir.

  • Descalço

O CTB não prevê punição para quem dirige descalço. Por esse motivo, é permitido.

  • Sandálias do tipo “papete”

Como se fixam aos pés e não comprometem a utilização dos pedais, também são permitidas.

  • Sem camisa

Dirigir sem camiseta não é proibido, segundo o artigo 252 do CTB. De qualquer forma, mesmo sem camisa, o motorista deve estar de cinto de segurança.

  • Sem máscara

Em alguns municípios é obrigatória a utilização de máscaras em locais públicos e até privados acessíveis ao público, mas não há a exigência para o uso dentro do veículo particular.

“É claro que no caso de motoristas profissionais como taxistas e motoristas de aplicativos o uso é obrigatório, devido às recomendações das autoridades sanitárias”, diz Mariano.

Proibido:

  • Chinelo

Chinelos de dedo, sandálias, tamancos ou qualquer outro calçado que não tenha suporte atrás dos calcanhares são proibidos, pois não se firmam aos pés.

  • Saltos

Alguns tipos de saltos, como por exemplo, o princesa, anabela e stiletto, podem provocar acidentes, já que os saltos limitam a flexão do tornozelo e prejudicam a sensibilidade, impedindo que o calcanhar encoste no chão. “A condutora pode perder a estabilidade na troca dos pedais e correr o risco de enroscar o salto no tapete do veículo”, diz Mariano.

 

Artigos Recomendados Para Você

13 Comentários

  1. Aplicativos de transporte podem transportar pets? - Portal do Trânsito

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer quando o animal está […]

  2. Gordo Despachante » Aplicativos de transporte podem transportar pets?

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer quando o animal […]

  3. Romeu Despachante » Aplicativos de transporte podem transportar pets?

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer quando o animal […]

  4. Agência de Despachos 59 » Aplicativos de transporte podem transportar pets?

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer quando o animal […]

  5. Jura Despachante » Aplicativos de transporte podem transportar pets?

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer quando o animal […]

  6. Aplicativos de transporte podem transportar pets? | Despachante Expresso

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer quando o animal […]

  7. Perfil Despachante » Aplicativos de transporte podem transportar pets?

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer quando o animal […]

  8. Despachante Tozzi » Aplicativos de transporte podem transportar pets?

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer quando o animal […]

  9. MAX Despachante » Aplicativos de transporte podem transportar pets?

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer […]

  10. Despachante Hortêncio Trentin » Aplicativos de transporte podem transportar pets?

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer quando o animal […]

  11. Despachante Novo Mundo » Aplicativos de transporte podem transportar pets?

    […] situação que gera infração é conduzir os pets nas partes externas do veículo (art. 235) e pode ocorrer quando o animal […]

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *