Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

PRF encerra Operação Independência 2023

Feriado prolongado teve 792 acidentes nas rodovias federais e 57 mortes; 77 motoristas foram presos por dirigirem depois de consumir bebidas alcoólicas.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 12/09/2023 às 18h00
Ouvir: 00:00
Operação Independência 2023
O objetivo da Operação Independência 2023 foi garantir a segurança viária, combater as irregularidades no trânsito e a criminalidade. Foto: Divulgação PRF.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou na noite de domingo (10), a Operação Independência 2023 em todo Brasil. Durante quatro dias, os policiais intensificaram a fiscalização nas rodovias federais das cinco regiões do país. O objetivo foi garantir a segurança viária, combater as irregularidades no trânsito e a criminalidade.

Entre a madrugada da última quinta-feira (7) e a noite de domingo (10), a PRF registrou 792 acidentes nas rodovias federais. Foram 57 mortes e 787 feridos.

Ao todo, 50.599 veículos e 60.149 pessoas foram fiscalizados. No total, 34.579 motoristas realizaram o teste de alcoolemia. Destes, 77 acabaram presos por estarem com a concentração de álcool no corpo em quantidade que configura crime de trânsito de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Por apresentarem irregularidades, as equipes da PRF recolheram 2.203 veículos.

Houve também o reforço do combate ao crime. Ou seja, na Operação Independência deste ano, a PRF apreendeu três toneladas de maconha e 181 quilos de cocaína e crack. Nas abordagens, os policiais cumpriram 53 mandados de prisão.

Em comparação com Corpus Christi, que teve um dia a mais de operação, houve queda de 17% na estatística de mortes (de 69 para 57). A PRF registrou aumento de quase 5% no número de acidentes (de 757 para 792) assim como de 4% no índice de feridos (de 757 para 787).

De acordo com a PRF, a operação teve como objetivo alertar os motoristas sobre a importância de manter a atenção durante toda a viagem.

“Isso porque o número de acidentes que tiveram como causa principal a ausência de reação, reação tardia ou ineficiente dos motoristas aumentou entre os anos de 2021 e 2022 e, neste ano, provocou, de janeiro a junho, 9 mil acidentes, com 567 mortes e 10142 feridos”, alertou o órgão.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *