Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

18 de julho de 2024

RJ: número de motoristas flagrados sob efeito de álcool bate recorde em 2022

O ano de 2022 bateu recordes históricos e ultrapassou o maior registro de motoristas dirigindo sob o efeito de álcool.


Por Pauline Machado Publicado 31/12/2022 às 13h30
Ouvir: 00:00

Um levantamento da Operação Lei Seca do Rio de Janeiro aponta que o ano de 2022 bateu recordes históricos e ultrapassou a maior marca da operação no que diz respeito aos números de motoristas dirigindo sob o efeito de álcool, ou que se recusaram a fazer teste do bafômetro.

De acordo com os dados, até o domingo de Natal, mais de 33.350 motoristas foram flagrados nas blitze realizadas no Rio de Janeiro. Até então, o maior registro havia sido em 2012, quando 33.262 condutores receberam multas e tiveram a Carteira Nacional de Habilitação – CNH apreendida.

A pesquisa considera que o aumento do número de infrações é, em parte, reflexo da ampliação na quantidade de equipes atuando na operação, que dobrou de 15 para 30 as equipes de vistorias, totalizando 337 mil ações de fiscalização. Além disso, está atrelado, também, ao reforço dos agentes em motocicletas, que patrulham as vias secundárias para surpreender quem tenta furar a operação.

Natal e Ano Novo

Somente no final de semana do Natal, os agentes da Lei Seca abordaram 3.654 motoristas nas ações em todo o Estado do Rio de Janeiro. Destes, 568 estavam dirigindo sob o efeito do álcool ou se recusaram a fazer o teste do bafômetro, o equivalente a 15,5%.

Ilha de Guaratiba e Recreio dos Bandeirantes (32,9%), Nilópolis e Niterói (27,5), Campo Grande (27,3%), Nova Iguaçu (23%), Jacarepaguá (22,8%) e Petrópolis (22,1%), foram os locais com os maiores incidências.

Para as Festas de Réveillon, a Lei Seca intensificará as ações de educação e fiscalização nos pontos de grande concentração de pessoas. Como, por exemplo, praias, centros gastronômicos e nas rodovias com maior número de deslocamento de veículos.

Para fins exclusivos de fiscalização, um efetivo com 150 homens, contemplando, ainda, vistoria volante das motos patrulhas, estarão a postos. Inclusive com o horário estendido até o início da manhã.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *