Trending News

Notícias

Notícias

Freio ABS pode evitar acidentes graves com motos 

Um estudo mostra que um item de segurança que passará a ser obrigatório nos automóveis poderia também salvar a vida de muitos motociclistas. Mas ele não está instalado na maioria das motos, no Brasil. Falta espaço para circular e para frear. E no meio de tantos veículos, as motos ficam mais expostas. No ano passado, 438 motociclistas morreram no trânsito de São Paulo. Para o CESVI – Centro de Experimentação e Segurança Viário – muitas mortes poderiam ter sido evitadas se as motos estivessem com freios do tipo ABS, um sistema que evita o travamento das rodas. A partir do ano que vem, esse equipamento será obrigatório, no Brasil, mas só para os automóveis novos. Nas motos, não existe previsão. Hoje, só as mais potentes, acima de 250 cilindradas têm ABS, segundo um levantamento do CESVI. Nas menores, a maioria nas cidades, esse tipo de freio só está disponível em 5% dos modelos. E, mesmo assim, como opcional. A moto do vídeo foi preparada para proteger o piloto. No primeiro teste, ele freou bruscamente em uma pista seca. Sem ABS, a moto girou, depois de derrapar por 9 metros. Com o ABS, foram apenas 5 metros, sem perder o controle. Os engenheiros molharam o asfalto e ficou mais difícil. Sem ABS, nova derrapagem. Com o ABS, nenhuma dificuldade. A terceira bateria de testes é na pior situação para o motociclista, que é a pista muito escorregadia. Foi colocada uma lona e ainda jogaram bastante água para diminuir bem o atrito, simulando, por exemplo, óleo na pista. E ainda colocaram um obstáculo de espuma. Se fosse uma colisão em um carro de verdade, o motociclista teria sofrido um sério acidente. Usando o freio ABS, o acidente teria sido evitado. “O nosso objetivo primeiro com esse estudo é que a partir de determinadas cilindradas o ABS seja obrigatório para todas as motos”, comentou Almir Fernandes, diretor do CESVI. Fonte: Jornal Nacional

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *