Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

14 de julho de 2024

Lançado em Brasília Conselho que visa a reduzir acidentes de trânsito


Por Mariana Czerwonka Publicado 25/09/2012 às 03h00 Atualizado 09/11/2022 às 00h04
Ouvir: 00:00

De janeiro de 2011 a junho deste ano, mais de meio milhão de vítimas receberam indenização de danos pessoais causados por acidentes de trânsito

Nesta terça-feira, 25 de setembro, comemora-se oficialmente o Dia Nacional do Trânsito, mas as iniciativas em relação ao tema já começaram. Foi anunciado dia 21, pela presidente Dilma Rousseff, a criação do Conselho Nacional de Redução de Acidentes de Trânsito, além do lançamento da campanha “Pela Consciência no Trânsito”, que visa a conscientizar os motoristas sobre os riscos de dirigir em excesso de velocidade, além de mobilizar a sociedade e realizar ações com o objetivo de reduzir os altos índices de acidente de trânsito.

Levantamento do Seguro DPVAT – que cobre a população brasileira em casos de acidentes de trânsito resultante em danos pessoais – aponta que de janeiro de 2011 a junho de 2012, mais de 582 mil vítimas de acidentes de trânsito receberam indenizações por invalidez permanente, morte ou reembolso de despesas médicas e hospitalares, a maioria com idade entre 18 e 34 anos. Só nesse primeiro semestre, 216.150 casos foram indenizados, um crescimento de 31% em relação ao mesmo período do ano passado. O levantamento é da Seguradora Líder DPVAT, administradora do Seguro DPVAT no Brasil.

Para Marcio Norton, diretor de relações institucionais da Seguradora Líder DPVAT, que esteve presente na cerimônia de lançamento do Comitê, toda iniciativa que vise reduzir a acidentalidade e violência no trânsito é bem-vinda. “Acredito que deve haver uma mobilização de toda a sociedade em prol dessa causa, tanto do poder público, como da iniciativa privada, órgãos relacionados ao trânsito e dos próprios cidadãos. A cada um cabe fazer sua parte, visando diminuir esses números preocupantes em crescimento constante, que retratam um impacto na população brasileira, principalmente a mais jovem”, aponta Norton.

Durante a cerimônia estiveram presentes também ministros, autoridades e personalidades ligadas ao tema. O Brasil é um dos participantes da Década de Ação para a Segurança no Trânsito, compromisso dos países membros da ONU (Organização das Nações Unidas) com a diminuição da violência no trânsito para a década de 2011 a 2020.

O plano de ação recomendou aos países membros medidas imediatas de atenção e prevenção contra a violência no trânsito, que, assim como no Brasil, se revela como a principal causa de morte prematura e de ferimentos incapacitantes na população de jovens de todo o mundo. O desafio lançado pela ONU é de reduzir em 50% os índices de mortalidade.

Fonte: Jornal Agora

dpvat

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *