Notícias

Notícias

Lubrificação adequada mantém o bom funcionamento do motor 

Lubrificação adequada mantém o bom funcionamento do motor
Carros com injeção direta poluem mais.

Seguir as recomendações do fabricante dos períodos de troca de óleo, fazer a revisão preventiva em uma oficina de confiança para checar os componentes e abastecer com combustível de qualidade são cuidados que o motorista deve ter para garantir a longevidade do motor do veículo

Parte integrante da motorização e de vital importância para o funcionamento e vida útil dos componentes mecânicos, o sistema de lubrificação merece atenção especial dos condutores e reparadores de veículos. “A lubrificação é essencial para garantir a saúde do motor. Por isso, é preciso ficar de olho na manutenção preventiva”, afirma Jair Silva, supervisor de serviços da Nakata. Silva recomenda checar o nível de óleo semanalmente, em solo plano e com o motor frio. Na ocasião, verificam-se os filtros e se há possíveis vazamentos.

Ele lembra, aos motoristas, atenção também à luz de óleo do painel. “Quando o motor começar a funcionar a luz deve apagar. Caso isto não ocorra, é necessário observar o nível do lubrificante e se estiver adequado, será preciso levar o carro guinchado a uma oficina”, adverte.

A troca de óleo deve ser feita de acordo com as recomendações do manual do proprietário do veículo, considerando a classificação, pois há formulações sintéticas, semissintéticas e minerais. “A substituição do lubrificante não deve nunca ultrapassar seis meses de uso. Após este período, o óleo fica vulnerável a um processo de oxidação”, diz o supervisor de serviços. Outros fatores, como contaminação por água e combustível adulterado, contribuem ainda mais para deterioração do óleo. “As consequências são a criação de borras que irão entupir o pescador da bomba de óleo, canais de passagem de óleo, fundindo, assim, o motor”, alerta.

Caso seja necessário trocar a bomba de óleo é preciso revisar todo o sistema de lubrificação e identificar o que ocasionou o defeito e desgaste da peça. “A limpeza é essencial na montagem. O cárter, pescador, galerias, parte superior do cabeçote, tampa de válvulas e respiro devem estar limpos e os filtros serem trocados”, salienta Silva, lembrando que também é preciso encher a bomba com óleo antes da instalação para a correta manutenção.


Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *