Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

19 de julho de 2024

2013 já registra mais de 75 mil acidentes de trânsito no Brasil


Por Mariana Czerwonka Publicado 05/07/2013 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h35
Ouvir: 00:00

Acidentes de trânsito no Brasil

No primeiro semestre do ano, ocorreram mais de 75 mil acidentes de trânsito no país. O dado da Polícia Rodoviária Federal foi apresentado durante a palestra do especialista em Programas de Segurança do Trânsito, J. Pedro Corrêa, nesta tarde, em Porto Alegre, na 15ª Feira e Congresso de Transporte e Logística (Transposul). A conferência abordou A cultura da segurança no trânsito no transporte rodoviário de cargas e contou com a presença da presidente e fundadora do Vida Urgente, Diza Gonzaga. O maior evento do Sul do País e o segundo do Brasil na área de logística segue até sexta-feira, 5 de julho, no Centro de Eventos da Fiergs.

Na oportunidade, o jornalista e relações públicas, criador e consultor do Programa Volvo de Segurança no Trânsito, destacou que o Brasil enfrenta um problema sério no trânsito: “No mundo, morrem 1,3 milhão de pessoas no trânsito ao ano. No mesmo período, no Brasil, são registradas 21 mortes a cada 100 mil habitantes. Na Suécia, esse número é de 2,8. O país ainda não despertou para o problema da segurança no trânsito da forma como deveria”.

O transporte rodoviário de cargas é responsável por mais da metade de tudo que é conduzido no Brasil (60,5%). Apresenta R$ 130 bilhões de faturamento, 5,6% de participação no Produto Interno Bruto (PIB) e 5 milhões de empregos. Possui 1,8 milhão de caminhões. O número representa apenas 5% da frota de veículos que circula pelo país. Porém, está envolvido em 33% dos acidentes. Entre as causas estão a má manutenção da frota, o tempo de direção, o excesso de peso, a falta de balança e as más condições das estradas. O custo anual de acidentes chega a R$ 8,5 bilhões.

“As empresas precisam ter plano de segurança e designar uma equipe para atendê-lo. É preciso envolver tanto os funcionários quanto o patrão, através da definição e do cumprimento de metas, além de avaliar os índices, premiar os bons e comemorar os resultados”, ressaltou Corrêa ao listar alternativas à problemática. Após a palestra, ele lançou o livro “Cultura de Segurança no Trânsito – casos brasileiros”.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *