Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de julho de 2024

PIX: Modalidade de pagamento já supera os cartões de débito e crédito, em plataformas de mobilidade urbana

A modalidade de pagamento por Pix é o segundo meio de pagamento mais usado entre usuários de aplicativos de transporte.


Por Pauline Machado Publicado 07/09/2023 às 13h30
Ouvir: 00:00
Pagamento Pix
O avanço progressivo do pagamento por Pix é oriundo da sua conveniência, rapidez e garantia nos pagamentos das viagens. Foto: rafapress para Depositphotos

Um levantamento inédito realizado pela Gaudium, empresa de tecnologia para o setor de mobilidade, identificou que a modalidade de pagamento por Pix é o segundo meio de pagamento mais usado entre usuários de aplicativos de transporte, incluindo carro popular, moto táxi e táxi, tendo movimentado R$ 72 milhões somente no primeiro semestre do ano.

Em primeiro lugar permanece o dinheiro físico, meio de pagamento que movimentou R$ 332 milhões nos seis primeiros meses do ano. Seguidos dos cartões de débito e crédito com R$ 50 milhões e R$ 36 milhões, respectivamente.

Bruno Muniz, sócio executivo da Gaudium, ressalta que a respeito do avanço progressivo do uso do Pix, que a cada levantamento vem se destacando, é oriundo da sua conveniência, rapidez e garantia nos pagamentos das viagens.

“Os passageiros gostam da segurança e conveniência de não precisar carregar dinheiro na carteira. Já os motoristas recebem os valores instantaneamente, e também não arcam com as tarifas das maquininhas e demais taxas das operações de cartão de crédito – ou seja, dinheiro disponível mais rapidamente e com menos taxas. É uma aliança ganha-ganha”, afirma.

Onde mais usam

O levantamento também apontou que a região Sudeste está no topo do Ranking das que mais utilizam o Pix. Com movimentação de R$ 25 milhões no 1º semestre do ano, seguida pela região Norte e Centro-Oeste, com R$ 23 milhões e R$ 11 milhões.

O estado de Minas Gerais lidera como o maior usuário da modalidade de pagamento com R$ 16 milhões. Seguido pelos estados de Rondônia R$ 13 milhões, Pará R$ 9 milhões assim como São Paulo R$ 8 milhões.

O levantamento analisou aproximadamente 1000 empresas que usam a tecnologia da Machine, ou seja, software desenvolvido pela Gaudium que permite a criação de plataformas de mobilidade.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *