Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

20 de julho de 2024

Recife implanta novas áreas exclusivas para motociclistas


Por Mariana Czerwonka Publicado 29/10/2022 às 16h30 Atualizado 08/11/2022 às 21h01
Ouvir: 00:00

O objetivo das áreas para motociclistas é que, dada a partida dos veículos, os motociclistas não disputem espaços com transportes maiores.

Para garantir mais segurança viária aos motociclistas, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Política Urbana e Licenciamento (Sepul) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), iniciou a implantação de motoboxes, ou seja, áreas exclusivas para motociclistas, nos cruzamentos da Avenida Governador Agamenon Magalhães.

O equipamento consiste em uma área de espera para motocicletas nos cruzamentos durante o semáforo fechado. O objetivo é que, dada a partida dos veículos, os motociclistas não disputem espaços com transportes maiores e, com isso, tenham mais segurança viária.

Implantações com essa foram feitas em Fortaleza, onde foi identificada uma redução de mais de 33% de sinistros de trânsito com vítimas nos cruzamentos sinalizados com esse dispositivo. O equipamento atende à resolução 973 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

A ação faz parte do Programa Piloto Seguro, que une projetos de fiscalização, engenharia, gestão de dados e educação para o trânsito com o objetivo de reduzir os sinistros de trânsito com motociclistas.

Estruturas como essas já foram implantadas no Recife tanto na Avenida Norte quanto na Avenida Conselheiro Aguiar. Ao todo, 20 cruzamentos na Avenida Governador Agamenon Magalhães serão contemplados até o final do ano e mais de 4,7 mil motociclistas que transitam diariamente na avenida serão beneficiados.

De acordo com o Relatório de Segurança Viária do Recife sobre motociclistas, produzido pela PCR em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global, 81% dos sinistros de trânsito com vítimas em 2021 envolveram motociclistas. Entre 2020 e 2021, o Recife registrou um aumento de 5% no número de sinistros de trânsito envolvendo motociclistas. Ainda assim, o número de vítimas fatais reduziu em 25%, o que representa uma diminuição das gravidades das ocorrências. 65,2% das vítimas fatais motociclistas estão na faixa etária entre 20 e 39 anos, idade considerada economicamente ativa, o que pode gerar gastos tanto para os cofres públicos, quanto para as famílias envolvidas.

“Um sinistro traz consequências em várias áreas. Seja na saúde com os serviços de socorro assim como nos hospitais, seja na previdência. E, ainda, na própria estrutura e renda familiar. Dessa forma, é importante atuar na prevenção para que os nossos cidadãos estejam seguros e possam viver com qualidade. Em especial os que estão em idade de juventude, que são os mais afetados nos sinistros de trânsito fatais com motociclistas”, analisa a presidente da CTTU, Taciana Ferreira.

Programa Piloto Seguro

O Programa Piloto Seguro tem o objetivo de reduzir os sinistros de trânsito com motociclistas. No Recife, eles são os principais usuários contributivos para esses eventos. De forma inovadora, o programa trabalha com o modelo de gestão de abordagem sistêmica. Nesse sentido, ela une todas as áreas da gestão de trânsito – educação, engenharia, gestão de dados e fiscalização. O objetivo é proporcionar mais segurança viária aos motociclistas com conscientização, estrutura viária, blitze educativas assim como encontros com motociclistas.

Exemplo de Curitiba

Em Curitiba os teste com sinalização de áreas para motociclistas são feitos desde 2018. De acordo com a superintendente de Trânsito da capital paranaense, Rosangela Battistella, as motocaixas aumentam a segurança em vias com diversos cruzamentos semaforizados.

“Queremos contribuir para minimizar a incidência de acidentes causados no trânsito. Reduzir o limite de velocidade permitido e implantar motocaixas são exemplos dos esforços e dos projetos estruturados por nossas equipes técnicas nesse sentido”, explicou.

Com informações da CTTU

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *