• Tecnodata Reciclagem CNH

Notícias

Notícias

Mortes no trânsito podem se tornar coisa do passado 

Mortes no trânsito podem se tornar coisa do passado

Sem mortes no trânsito

O erro humano é responsável por 93% dos acidentes de automóvel, estima uma pesquisa da Indiana University, nos Estados Unidos. Mas a ciência aliada à tecnologia está a ponto de mudar radicalmente esse percentual com os novos recursos de segurança dos veículos da “próxima geração”, chamados de carros inteligentes. Levantamento do grupo segurador Allianz mostrou que a popularização de novas ferramentas tecnológicas – inéditas ou só disponíveis em carros de luxo – podem reduzir pela metade o número de acidentes e mortes no trânsito nos próximos 10 anos.

Utilizando sensores avançados, incluindo radar, sonar, Lidar (tipo de radar com laser que detecta imagens e ranging) e câmeras, os novos veículos reunirão informações do entorno , incluindo o tráfego, configuração das estradas e condições das mesmas, identificação de objetos próximos. A informação capturada será então encaminhada por meio de uma unidade de controle eletrônico (ECU, na sigla em inglês) para avaliar a situação e ajudar a tornar o carro pró-ativo – que age independentemente da ação do motorista – de forma a evitar colisões.

Um dos exemplos usados pelos especialistas sobre as tecnologias que serão acessíveis, em breve, é o conceito chamado de tecnologia V2X, que gera grandes quantidades de dados geoespaciais e poderá proporcionar maior segurança através da comunicação entre veículos diferentes sobre as condições das estrada , engarrafamentos e acidentes. Ele também pode ajudar com a eficiência energética (limitando stop-and -go de condução e marcha lenta), bem como a demanda por transporte público localizando rapidamente como táxis e ônibus.

Com informações da Assessoria de Imprensa

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *