Notícias

Notícias

Motorista é condenado a 14 anos de prisão em regime fechado 

O motorista de um veículo que causou a morte de duas pessoas em um acidente de trânsito, em Curitiba, foi condenado a 14 de anos de prisão, em regime fechado, nesta sexta-feira (18). O acidente aconteceu em 31 de janeiro de 2003.

De acordo com a acusação, Márcio Buraki furou o sinal vermelho na Rua Padre Agostinho e atingiu um veículo na Rua Francisco Rocha. Sílvio Korobinski Júnior, que tinha 14 anos, e a tia dele, Zeneide Korobinki, morreram no acidente.

Outras três pessoas da mesma família – o pai (irmão de Zeneide), a mãe e a irmã do adolescente – também estavam no carro e ficaram feridos. A família voltava de uma festa de formatura de um primo. Sílvio Korobinski ficou 22 dias em coma e quando acordou recebeu a notícia de que o filho e a irmã estavam mortos.

As testemunhas de acusação afirmaram que Márcio Buraki estava alcoolizado, pois exalava hálito etílico. Naquela época não era feito o teste do bafômetro.

Buraki foi julgado por homicídio doloso – quando há intenção de matar ou quando a pessoa assume o risco de um ato.

O advogado de defesa, Joe Velo, não quis falar com a imprensa após o julgamento. No entanto, deverá entrar com recurso para tentar diminuir a pena. De acordo com o telejornal Paraná, Velo utilizou o argumento de que não se podia ter certeza de que foi o cliente dele que causou do acidente.

Fábio Teixeira, advogado de acusação, disse que dificilmente a defesa conseguirá mudar a decisão do Tribunal do Júri. Para isso ocorrer, a defesa teria que provar a existência de erros no processo. “Essa decisão é uma resposta que a sociedade aguardava”, afirmou Teixeira.

Fonte: Gazeta do Povo

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']