Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

20 de julho de 2024

Na troca do óleo, filtro do carro também deve ser substituído


Por Talita Inaba Publicado 12/08/2013 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h32
Ouvir: 00:00

Entre as dicas para manutenção do seu carro há uma simples, mas extremamente importante: se trocar o óleo, troque também o filtro de óleo. Não fique em dúvida. Não tente “economizar”. O descuidado com o filtro trará sérios riscos a peças como anéis, pistões e mancais e pode até fundir o motor. Em carros mais antigos, o mais comum era trocar o filtro a cada duas ou três trocas de óleo. Nos atuais, porém, as montadoras recomendam fazer as trocas de ambos ao mesmo tempo. O prazo varia de modelo para modelo e deve ser consultado no manual do proprietário do veículo. Tanto o filtro quanto o óleo precisam ser substituídos por marcas com as mesmas especificações do original. Pelo filtro passa todo o óleo que lubrifica o motor. Ele tem a função de reter impurezas como partículas de metal geradas pela fricção das peças móveis do motor, além de partículas derivadas da combustão. O contato das peças internas do motor, como pistões, podem deixar essas impurezas. Por isso, a importância da peça não ser velha. Se o filtro é muito antigo, ele não consegue segurar essas partículas. Portanto, nunca descuide das trocas de óleo (e do filtro). Siga exatamente o que recomenda a montadora. E vale lembrar que o prazo de troca não está relacionado somente com a quilometragem. Óleo também fica velho, mesmo se o veículo roda pouco. As montadoras também falam do período máximo para troca, que geralmente é de seis meses. Fonte: Terra.com.br

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *